Osaka é eliminada em Roma. Barty avança

Japonesa segue sem boas campanhas no saibro

Lance
Lance

Lance

Lance

Depois de perder cedo na segunda partida em Madri, a número dois do mundo, Naomi Osaka, caiu em sua estreia no WTA 1000 de Roma, na Itália, nesta quarta-feira na segunda rodada do evento com premiação de 1,5 milhões de euros.

A campeã do Australian Open deste ano e do US Open de 2020 e dona de quatro Slams caiu diante da americana Jessica Pegula, 31ª colocada, por 7/6 (7/2) 6/2 após 1h27min de duração.

Pegula foi semifinalista do Australian Open nesta temporada e encara a russa Ekaterina Alexandrova que venceu por WO com a desistência da americana Jennifer Brady, 13ª.


Ashleigh Barty, número 1 do mundo, dominou a cazaque Yaroslava Shvedova, 665ª.

Barty abriu o dia com vitória de 6/4 6/1 após 1h17 de partida tendo disparado os sets aces do jogo e cometido três duplas-faltas contra suas de Shvedova.

Garantida nas oitavas de final, Barty aguarda pela vencedora do duelo entre a francesa Carolie Garcia e a russa Veronica Kudermetova.

Quem também avançou foi a ex-número 1 e atual 9, a tcheca Karolina Pliskova, que precisou de 1h11 para superar a letã Anastasija Sevastova, ex-top 10 e atual 47ª, em 6/2 6/3 e aguarda a vencedora do duelo entre a sua compatriota Petra KVitova e a veterana russa Vera Zvonareva.

Diferentemente de Barty e Pliskova, a ucraniana Elina Svitolina, quinta da WTA, sofreu por 1h40 para aplicar a virada na jovem norte-americana Amanda Anisimova, 39ª, com placar de 2/66/3 6/4.

Svitolina vai buscar vaga nas quartas de final do torneio romano contra a vencedora do confronto entre a espanhol Garbiñe Muguruza e a americana Bernarda Pera.

Últimas