Lance Oito dos onze brasileiros avançam direto à terceira fase em Pipeline

Oito dos onze brasileiros avançam direto à terceira fase em Pipeline

Italo Ferreira, Filipe Toledo, Caio Ibelli e Yago Dora vencem na estreia no Mundial, enquanto Gabriel Medina, Deivid Silva, Miguel Pupo e Jadson André se classificam em segundo lugar

Lance
Lance

Lance

Lance

Apesar das condições difíceis do mar na quarta-feira, oito dos onze brasileiros avançaram direto para a terceira fase do Pipe Masters, que marca a abertura da temporada do Circuito Mundial de surfe. Estrearam com vitórias o defensor do título Italo Ferreira, Filipe Toledo, Caio Ibelli e Yago Dora. O bicampeão mundial Gabriel Medina, Deivid Silva, Miguel Pupo e Jadson André se classificaram em segundo lugar nas suas baterias e também estão garantidos no round 3.

O primeiro brasileiro a triunfar foi Yago Dora, último dos top-34 a chegar no Havaí. O catarinense acabou testando positivo para Covid-19 e teve que seguir o protocolo da WSL, ficando em quarentena. Com poucas ondas boas entrando, a vitória foi por 6,90 pontos contra o americano Kolohe Andino (6,50) e o italiano Leonardo Fioravanti (2,20). Filipe Toledo ganhou por 7,63 a primeira bateria depois do retorno, contra 7,50 do português Frederico Morais e 6,90 do australiano Mikey Wright.

Na disputa seguinte, o sul-africano Jordy Smith até encontrou alguns tubos no Backdoor para vencer por 12,00 pontos, mas Jadson André passou em segundo nessa com apenas 4,67. Aí começou a estreia dos campeões mundiais, com Gabriel Medina superando Adriano de Souza por 5,60 a 5,57 e Italo Ferreira ganhando por 10,53 pontos. Tudo isso somando as duas notas computadas nos resultados das baterias, mostrando toda a dificuldade do mar.

- As ondas estão bem diferentes de terça-feira, então optei em fazer manobras, aéreos, mas até surfei um tubo no final. Não é aquele Pipeline que a gente gostaria, mas estou pronto e preparado para competir - disse Italo Ferreira, que comentou sobre a volta do Circuito Mundial.

- Foi um ano muito louco para todos. Eu aproveitei para ficar mais tempo com a família e amigos, mas tenho surfado bastante. Ninguém sabe o que pode acontecer amanhã, então precisamos viver os nossos sonhos e curtir cada segundo.

As condições até melhoraram, com mais dois campeões mundiais surfando bons tubos para vencer, John John Florence e Kelly Slater. Mas, o melhor tubo do dia foi surfado por um brasileiro, Caio Ibelli, que entrou numa direita do Backdoor com um drop atrasado, e saiu limpo para receber nota 8,33, a maior da quarta-feira. Com ela, derrotou um Pipe Master, Jeremy Flores, e Ethan Ewing, que ficou em último.

Miguel Pupo passou em segundo lugar na sua bateria, enquanto Alex Ribeiro ficou em último na dele e será o primeiro brasileiro a disputar a repescagem. O peruano Miguel Tudela está na primeira bateria, Alex entra na segunda, depois tem o campeão mundial Adriano de Souza na terceira e o paranaense Peterson Crisanto fechando esta segunda fase.

Últimas