Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

O técnico português Bruno Lage explicou o motivo de 'não' a proposta do Atlético-MG

Bruno Lage disse não à propostas de Galo e Corinthians

Lance|

Lance
Lance Lance

Antes da chegada do técnico Felipão ao Atlético-MG, o comandante português Bruno Lage esteve na pauta do Galo para substituir o trabalho de Eduardo Coudet. Entretanto, o treinador disse não à proposta alvinegra e agora, aceitou o convite do Botafogo para a vaga de Luís Castro, que deixou o clube na liderança do Brasileirão para assumir o Al Nassr, da Arábia Saudita.

Apresentado nesta terça-feira (12), como novo técnico do clube carioca, o treinador citou as razões de ter aceitado a proposta botafoguense após dizer ‘não’ ao Galo e ao Corinthians. Segundo ele, as propostas anteriores a do Botafogo vieram em um momento considerado pouco ideal. 

- Não foi uma rejeição ao Corinthians ou Atlético. São momentos diferentes no tempo. Tiveram muitas situações, algumas morreram rápido, outras se desenvolveram e outras ficaram próximas de concretizar - iniciou.

- Um mês atrás, havia uma situação diferente na nossa vida profissional, estávamos todos convencidos de que poderia tomar um rumo diferente. Não aconteceu e, entretanto, aconteceu aquilo que, como o John (Textor) disse, um treinador que está em primeiro sai e aparece esta oportunidade. Foi apenas isso, não foi rejeitar ninguém. O Botafogo me convenceu e sentimos que se, em função do momento, seria muito interessante dar continuidade ao trabalho brilhante que vem sendo feito aqui - concluiu Bruno Lage.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.