Lance O que é o futebol: a quase rebaixada Ponte vence e se classifica às quartas

O que é o futebol: a quase rebaixada Ponte vence e se classifica às quartas

Os resultados ajudam e a Macaca, que estaria rebaixada em caso de derrota, bate  Mirassol por 1 a 0 e enfrentará o Santos na próxima fase do Paulista. Água Santa e Oeste caem

Lance
Lance

Lance

Lance


A Ponte Preta entrou na última rodada da fase de grupos do Paulista sob o risco de rebaixamento. Era perder o jogo e cair para a A-2. Mas ela também tinha a possibilidade de, em caso de vitória, conseguir uma improvável classificação para as quartas de final. E tudo deu certo para a Macaca. O time venceu o jogo por 1 a 0, gol de Bruno Rodrigues no segundo tempo. O resultado confirmou a reação da Ponte. Antes das duas rodadas finais, as da volta após a paralisação, o time estava praticamente degolado, com sete pontos. Mas as duas vitórias a colocaram na próxima fase.

Assim, os rebaixados foram: Água Santa (derrotado pelo Palmeiras por 1 a 0), com 11 pontos e Oeste (derrotado pelo Corinthians por 1 a 0), com 10 pontos. O Botafogo, derrotado pelo Red Bull Bragantino, terminou com os mesmos 11 pontos do Água Santa, mas levou a melhor nos quesitos de desempate e se salvou. Ferroviária e Ituano que corriam riscos, venceram seus jogos e seguem na elite. A Ferroviária bateu a Inter de Limeira por 2 a 0 (gols de Bruno Mezenga) e o Ituano fez 3 a 1 no Santo André.

Com os resultados, as quartas de final são as seguintes: Santos X Ponte Preta, Santo André X Palmeiras, São Paulo X Mirassol e Red Bull Bragantino X Corinthians. Os jogos são únicos, neste meio de semana.

Como estava a situação

Em relação à classificação, a Ponte estava entre a cruz e a espada. A vitória a colocaria nas quartas de final. A derrota significaria rebaixamento. Isso porque o time entrou na rodada em terceiro lugar do Grupo A com 10 pontos (ao lado do Oeste) e apenas um atrás do Água Santa. Curiosamente, o trio era o de pior campanha entre os 16 concorrentes e, como dois caem para a Segundona, qualquer um que tropeçasse estaria em sério risco. Para efeito de tabela, os times que estavam na briga para não cair: Ferroviária (12 pontos), Botafogo, Ituano e Água Santa (11 pontos), Ponte Preta e Oeste (dez).

Já do lado do Mirassol, o time, que fez boa campanha antes da interrupção do Paulista por causa do isolamento social, entrou sem risco de queda, e o melhor: precisando de um empate para terminar em segundo lugar no Grupo C e avançar às quartas de final. E mesmo perdendo se classificaria, desde que a Inter de Limeira não goleasse a Ferroviária.

Como os times jogaram

A Ponte Preta entrou em campo sem poder utilizar seis de seus oito reforços para a disputa da Série B do Brasileiro, incluindo os quatro jogadores que vieram do Mirassol: o lateral-esquerdo Ernandes, os volantes Neto Moura e Luiz Oyama, além do meia Camilo, que não puderam ser inscritos (já jogaram por outra equipe na competição). Já o Mirassol, que perdeu 16 jogadores no período da pandemia (contratos se encerraram e eles foram para outras equipes), mais uma vez teve de usar vários jogadores da base para completar a sua relação de inscritos.


O Jogo - Primeiro tempo

O primeiro tempo foi bem movimentado. A Ponte começou os primeiros minutos pressionando a marcação e com o lateral-direito Apodi jogando quase como um ponta, puxando todos os ataques. Já o Mirassol, com um time que mesclava jovens (Kauan tem 17 anos, por exemplo) e veteranos (como os zagueiros Reniê e Tiago Alves) e se resguardou na defesa. Melhor nos primeiros 25 minutos, a Ponte quase abriu quando Vinicius Zanocelo recuperou uma bola e tocou para Bruno Rodrigues arriscar de fora da área e acertar o travessão do goleiro Kewin.

Somente nos 15 minutos finais o Mirassol equilibrou. E quase marcou: aos 44, Morais invadiu pela esquerda e chutou na trave direita de Ivan. O primeiro tempo terminava 0 a 0 e com os outros resultados, o Mirassol se garantia nas quartas. Já a Ponte escapava da degola (estavam caindo Botafogo e Oeste), mas não se classificava para as quartas (o Água Santa empatava com o Palmeiras).

Segundo-tempo

A etapa final foi mais truncada. Mas, aos 21 minutos, em jogada pela esquerda, o lateral Guilherme Lazaroni cruzou para a área. Bruno Rodrigues cabeceou, a bola bateu na trave e entrou. Ponte 1 a 0 e muita festa. Na hora do gol, a Ponte ainda não estava com a vaga nas quartas, pois o Água Santa vencia o Palmeiras, mas quase em seguida o Verdão empatava aquele jogo e a Macaca tinha a classificação nas mãos. Mas levou um susto quando o lateral Matheus Rocha apareceu de surpresa na área, após uma cobrança de lateral e, livre, tocou por cima. Quase o empate do Mirassol, que apesar da derrota também se garantiu nas quartas.


Ficha técnica

Mirassol 0x1 Ponte Preta
Data: 26/7/2020 - Jogo com os portões fechados
Local: Estádio 1º de Maio (São Bernardo do Campo)
Juiz: José Claudio Filho

Cartões amarelos: Eduardo, Kauan e Alison Silva (MIR); Safira (PON)

GOL: Bruno Rodrigues, 21'/2ºT (0-1)

Mirassol: Kewin; Daniel Borges (Matheus Rocha, 31'/2ºT), Reniê, Thiago Alves e Morais; Danilo Boza, Eduardo (Lucas Vital, 24'/2ºT) , Alison Silva e Kauan (Neto, 24'/2ºT); Bruno Motta e Juninho (João Arthur, 37'/2ºT). Técnico: Ricardo Catalá

Ponte Preta: Ivan; Apodi, Wellington Carvalho, Alison e Guilherme Lazaroni; Dawhan; Jefferson, Vinicius Zanocelo (Bruno Reis, 16'/2ºT) e João Paulo (Danrley, 46'2ºT); Bruno Rodrigues (Osman, 39'/2ºT) e Safira (Moisés, 16'/2ºT). Téc. João Brigatti

Últimas