Lance O Brasil no Qatar: Após ganhar tudo no Liverpool, Alisson busca a Copa com a Seleção

O Brasil no Qatar: Após ganhar tudo no Liverpool, Alisson busca a Copa com a Seleção

Goleiro trocou de clube depois da Rússia, em 2018, e atingiu o ápice na Inglaterra

Lance
Lance

Lance

Lance

Um grande time começa por um grande goleiro, já diria uma das mais "batidas" expressões populares do futebol, mas ela é a pura verdade. E se for contar com isso, a Seleção Brasileira está muito bem servida, já que com Alisson na meta, a possibilidade de ganhar a Copa do Mundo do Qatar aumentar, pois trata-se de um campeão de tudo.


> Saiba o time que revelou cada jogador convocado pelo Brasil
> Veja a tabela da Copa do Mundo-2022 clicando aqui

Aos 30 anos, Alisson defende o Liverpool, da Inglaterra, clube para o qual se transferiu após a última Copa do Mundo, na Rússia, em 2018, sua primeira pela Seleção e já como titular. Embora o resultado não tenha sido esperado, com a queda para a Bélgica, nas quartas de final, sua trajetória na Premier League decolou dali para frente.

De meados de 2018 para cá, o goleiro conquistou sete títulos pelo Liverpool, que foram todos os possíveis: Champions League, Campeonato Inglês, Copa da Inglaterra, Copa da Liga da Inglaterra, Supercopa da Inglaterra, Supercopa da Uefa e Mundial de Clubes.

E as láureas não ficaram apenas no coletivo nesse último ciclo de Copa. Em 2019, por exemplo, ele foi eleito o melhor goleiro do mundo pela Fifa. No mesmo ano, ele ficou entre os dez melhor do mundo (sétimo colocado), também em eleição da entidade máxima do futebol. Apesar de não ter repetido o feito de lá para cá, ele segue em alta e continua sendo um dos mais respeitados da posição.

Manchester United x Liverpool - Alisson

Manchester United x Liverpool - Alisson

Lance

Alisson pelo Liverpool (Foto: Divulgação / Liverpool)

Mas nem tudo foi glória nesses últimos quatro anos e meio. Em 2021, Alisson passou por uma tragédia pessoal, quando seu pai morreu vítima de afogamento em uma barragem de propriedade de sua família, algo que impediu a alegria completa do arqueiro no período.

Pela Seleção Brasileira, ele também conquistou um título: o da Copa América de 2019, que sem dúvidas foi seu melhor ano na carreira. Há quem não goste dele como goleiro titular do time de Tite, mas não parece haver muita contestação em relação a isso, mesmo que seus reservas (Ederson e Weverton) estejam também em alto nível.

Agora, em 2022, parece ter chegado a hora de Alisson colocar um dos poucos títulos que faltam em sua prateleira: o da Copa do Mundo do Qatar. Se depender desse período vitorioso com o Liverpool e de sua regularidade no gol, a torcida brasileira pode esperar que o caneco será conquistado. Faltam sete jogos para garantir a eternidade.

Últimas