Lance Números de Leal o colocam como jogador 'mais decisivo' da década

Números de Leal o colocam como jogador 'mais decisivo' da década

Considerado um dos maiores atacantes do vôlei mundial, cubano naturalizado brasileiro acaba de conquistar mais um título italiano com as cores do Lube Civitanova

Lance
Lance

Lance

Lance

O cubano naturalizado brasileiro Yoandy Leal é apontado pela comunidade do voleibol, incluindo atletas, ex-jogadores e mídia especializada, como um dos maiores jogadores do mundo atualmente. O ponteiro foi destaque do Lube Civitanova na conquista do scudetto da Superliga Italiana de vôlei 2020/21. A equipe derrotou no quarto jogo do playoff final o Perugia por 3 sets a 1, com 25-20, 25-22, 21-25 e 25-21, e fechou a série em 3 a 1.

Somando apenas os resultados na Superliga Brasileira e na Superliga Italiana, duas das principais competições de clubes do mundo, em nove temporadas, os números de Leal são expressivos. Foram ao todo 25 títulos em 30 finais disputas pelas equipes do Sada Cruzeiro e Lube Civitanova. Ou seja, Leal vence cinco de cada seis finais que disputa. O jogador ganhou também quatro Mundiais, seis Continentais, sete Superligas, cinco Copas Nacionais e três Supercopas Nacionais.

Leal se tornou o primeiro jogador a ganhar o Mundial por um time da América e por um da Europa. Além de ter sido o primeiro e único atleta do planeta a ser campeão do Sul-Americano, da Champions League e vencer quatro Mundiais de Clubes.

- Muito para celebrar, para compartilhar com seus companheiros e principalmente para se orgulhar. Porém, esse roteiro se repete com uma frequência incrível e poucas vezes vista no esporte de alto rendimento coletivo - explicou Alessandro de Lima, manager de Leal.

- Ninguém, isso mesmo, nenhum outro atleta de voleibol masculino venceu tanto em uma década de competição. Seus concorrentes diretos (na maioria das vezes até companheiros de clubes) são nomes de respeito, como: Bruno Rezende, Simon e Leon. Porém, todos foram superados pelo cubano/brasileiro em números.

Depois da campanha histórica, Leal deixará o Civitanova para defender o Modena na próxima temporada. O foco do ponteiro agora é a Olimpíada de Tóquio com a Seleção Brasileira. Ele foi convocado pela primeira vez em 2019 e já conquistou a Copa do Mundo, realizada no Japão, e o Campeonato Sul-Americano em Santiago ,no Chile, todos em 2019, além da vaga para a Olimpíada, após vencer o Pré-Olímpico em Varna, na Bulgária, contra os donos da casa.

- Impressiona a participação decisiva que Leal tem em praticamente todos os títulos conquistados por suas equipes e agora na Seleção Brasileira. É um protagonismo em momentos decisivos poucas vezes visto - finalizou o manager de Leal e da Pro Sports Brazil.

Os números poderiam ser ainda maiores já que, devido a pandemia, a Champions League e a Superliga Italiana da temporada 2019/2020 não puderam ser concluídas.

Últimas