Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Nova Zelândia decepciona e é surpreendida por Filipinas na Copa do Mundo Feminina

Jogando na casa das anfitriãs, Sarina Bolden marcou o gol da vitória ainda na primeira etapa

Lance|

Lance
Lance Lance

Jogando em casa, a Nova Zelândia dominou, mas foi surpreendida pela equipe de Filipinas em derrota por 1 a 0 na madrugada desta terça-feira. Ainda na primeira etapa, Sarina Bolden marcou o gol da vitória do time visitante e definiu o confronto.

+ Confira todas as informações da Copa do Mundo Feminina

Com o resultado, o grupo A ficou embolado. A Nova Zelândia ficou na segunda colocação e a seleção de Filipinas em terceiro. Ambas têm três pontos, mas o time da Oceania tem 0 de saldo, contra -1 das asiáticas. A Suíça lidera com quatro pontos, enquanto a Noruega amarga a lanterna com apenas um ponto.

+ Torça pela nossa Seleção Feminina com camisas a partir de R$29,90

Publicidade

Veja os cinco principais lances do confronto

!POR CIMA! A primeira chegada perigosa foi das donas da casa. Aos 9 minutos, Indiah-Paige Riley e Ria Percival tabelaram e CJ Bott recebeu grande passe no corredor. O cruzamento foi desviado pela marcação e a bola pintou quase na marca do pênalti, mas Hannah Wilkinson acabou finalizando com a canela, isolando grande chance.

Publicidade

!ATO DE SURPRESA! 15 minutos depois, a seleção de Filipinas balançou as redes. Em sobra de falta, Betsy Hassett não conseguiu dominar para afastar e perdeu no pé de ferro para Sawicki. A camisa 4 asiática levou a melhor na dividida e cruzou para Sarina Bolden subir no meio da zaga para cabecear. A bola foi no meio do gol, mas o movimento de reação de Victoria Esson não foi suficiente para salvar e a bola morreu no fundo da rede.

!O POSTE AJUDOU! Aos 18 da segunda etapa, Steinmetz acertou um lindo passe para clarear o corredor. Olivia Chance dominou e achou um passe milimétrico na meia-lua para Jacqui Hand, que finalizou de primeira, mas acabou acertando o pé da trave.

Publicidade

!CENTÍMETROS DA GLÓRIA! Quatro minutos depois, Hand teve sorte no lance e azar na revisão. Wilkinson recebeu grande lançamento no corredor esquerdo, evitou a saída de bola e levantou para a camisa 16 marcar em linda cabeçada. Porém, o VAR revisou e anulou por impedimento de Wilkinson no ato do lançamento, o que invalidou o gol.

!MILAGRE! Quase no último lance da partida, a Nova Zelândia foi para o tudo ou nada e quase igualou. CJ Bott levantou de perna esquerda na área, a zaga cochilou e Grace Jale emendou de primeira com a chapa do pé direito, mas Olivia McDaniel fez uma defesa sensacional com a ponta dos dedos para manter o 1 a 0 no placar.

Como foi o primeiro tempo?

A primeira etapa começou morna, sem muitas ações de perigo nos primeiros 20 minutos. Dominadas pela ansiedade de garantir a classificação, as neozelandesas acabaram tendo pouco ritmo e cederam o gol em bela cabeçada de Bolden, que Victoria Esson tentou salvar e se enrolou no fundo do gol. A partir dali, a ansiedade viraria desespero e a Nova Zelândia tentou de todas as formas igualar o marcador, mas não conseguiu.

E a segunda etapa?

Na volta do intervalo, as visitantes começaram a jogar recuadas para evitar espaços bobos às donas da casa. Ainda assim, a bola bateu na trave com Jacqui Hand e, quando entrou, as linhas de impedimento evitaram a validação. O desespero levou a equipe da Nova Zelândia a ter o quádruplo de finalizações de Filipinas e dois terços de posse de bola, mas faltou capricho na finalização, mantendo o 1 a 0 no placar. Foi apenas a terceira vez que uma anfitriã perdeu uma partida na fase de grupos na história da Copa Feminina. Antes, Suécia e China haviam sido derrotadas pela Seleção Brasileira, em 1995 e 2007.

Como ficou a situação das equipes?

Com o resultado, o grupo A ficou embolado. A Suíça, que empatou com a Noruega, lidera com quatro pontos. Nova Zelândia e Filipinas têm três pontos, mas a equipe da casa tem 0 de saldo, contra -1 das asiáticas. Em último, a Noruega, que era favorita na chave, tem apenas um ponto.

+ Colômbia bate Coreia do Sul com facilidade em estreia na Copa do Mundo Feminina

FICHA TÉCNICA

Nova Zelândia 0x1 Filipinas

Data e horário: terça-feira, 25 de julho de 2023, às 2h30 (de Brasília)

Local: Sky Stadium, em Wellington (NZE)

Arbitragem: Katia Garcia (árbitro); Karen Diaz Medina e Enedina Caudillo (auxiliares); Kim Yu-Jeong (quarta árbitra); Abdulla Al-Marri e Adil Zourak (VAR)

Público: 32.357 presentes

Cartões amarelos: Hannah Wilkinson (NZE); Angela Beard (FIL)

Gols: Sarina Bolden (NZE), aos 24'

NOVA ZELÂNDIA (Treinadora: Jitka Klimková)

Victoria Esson; CJ Bott, Rebekah Stott, Katie Bowen e Ali Riley; Indiah-Paige Riley (Olivia Chance), Ria Percival (Grace Jale), Malia Steinmetz e Betsy Hassett (Annalie Longo); Jacqui Hand e Hannah WIlkinson

FILIPINAS (Alen Stajcic)

Olivia Davies-McDaniel; Hali Long, Jessika Cowart (Ryley Bugay) e Angela Beard; Alicia Barker (Tahnai Annis), Quinley Quezada (Dominique Randle), Jaclyn Sawicki, Sara Eggesvik (Isabella Flanigan) e Sofia Harrison; Katrina Guillou e Sarina Bolden (Carleigh Frilles)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.