Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Neymardependência? Diniz conta quais são seus planos para evitar problema na Seleção

Técnico do Brasil explicou o que pretende fazer para que não haja necessidade de ter Ney sempre em campo

Lance

Lance|Do R7


Lance
Diniz quer evitar qualquer tipo de Neymardependência na Seleção (Foto: Carl de Souza/AFP)

A Seleção Brasileira teve uma ótima atuação na goleada por 5 a 1 sobre a Bolívia, na sexta-feira (8), pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2026. Na estreia de Fernando Diniz, a torcida ficou animada com a performance de Neymar, que marcou dois gols e jogou livre, leve e solto pelo gramado do Mangueirão, em Belém (PA). No entanto, como será quando o camisa 10 não puder estar em campo? O técnico já tem seus planos.

+ Veja tabela e classificação do Brasileirão-2023 clicando aqui

Em entrevista coletiva após a grande vitória da Amarelinha, Diniz foi questionado sobre uma possível "Neymardependência", que já era discutida em outras gestões de treinadores, inclusive na Era Tite. Com apenas um jogo no comando da equipe, ele sabe que precisa fazer com que o coletivo brilhe e não somente um jogador.

+ Já pensou em ser um gestor de futebol? Participe da nossa Masterclass com Felipe Ximenes e descubra oportunidades

Publicidade

- A nova geração tem muitos jogadores diferenciados. De qualidade raras no futebol mundial. Com técnica, velocidade, drible, agilidade... Acho que a estrutura tática que temos que promover é que não exista dependência de um jogador, porque determinado jogador pode não estar num dia bom. Ele (Neymar) sempre vai ter esse brilho, mas quanto mais gente brilhar junto, melhor.

Diniz contou com grandes atuações de Rodrygo e de Raphinha, que também deixaram suas marcas contra a Bolívia. E ainda tem Vini Jr., que acabou sendo cortado da convocação por ter sentido uma lesão. Ou seja, há margem até para melhorar a performance da equipe nesse sentido.

Publicidade

E foi com essas alternativa que Diniz considera que o Brasil achou a "chave" para vencer o jogo. A ultrapassagem dos laterais e a exploração dos lados do campo, que não são regiões que Neymar tem ocupado nesses últimos tempos, ofereceram inúmeras chances de gol.

- Era uma alternativa para o jogo de hoje (quarta-feira), o jogo estava congestionado, então podíamos explorar as laterais. O Renan (Lodi) tem essa característica de ser mais ofensivo. Teve muita jogada com o Danilo também, entrando mais de meia, e Raphinha usando mais as jogadas individuais. Fizemos muitas jogadas e gols dos dois lados. Tivemos muito leque de opções. Movimentação de ataque, transições longas, foi um jogo bem interessante da parte ofensiva - declarou o comandante.

Publicidade

+ Diniz mostra satisfação com jogo da Seleção e elogia atuação de Neymar: ‘Veio para fazer isso aí’

O próximo desafio de Fernando Diniz para continuar essa preparação de um "Brasil plural" é diante do Peru, nesta terça-feira (12), às 23h (de Brasília), em Lima, pela segunda rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.