Lance Neto rebate Denílson, que defendeu festa do Palmeiras: 'Se quiser tirar satisfações comigo, fala no corredor da Band'

Neto rebate Denílson, que defendeu festa do Palmeiras: 'Se quiser tirar satisfações comigo, fala no corredor da Band'

Comentarista do Jogo Aberto defendeu festa palmeirense e falou em 'hipocrisia' sobre criticas ao Alviverde; Neto citou Covid-19 para responder o colega de emissora

Lance
Lance

Lance

Lance

O apresentador do 'Os Donos da Bola', da Band, rebateu o colega de emissora Denílson, nesta quarta-feira, que afirmou no 'Jogo Aberto' de ontem que seria 'hipocrisia' criticar a comemoração do elenco palmeirense após a conquista da Libertadores da América, no fim de janeiro.

- Tem que comemorar e muito. É muito difícil chegar a uma final de qualquer competição. Só quem participa e trabalha no dia a dia dos jogadores sabe da dificuldade de conquistar uma competição do tamanho da Libertadores. Todos os clubes gostariam de estar vivendo este momento. Ganhar um Paulista, estar na final da Copa do Brasil e ganhar a Libertadores. A gente precisa deixar de hipocrisia e parar de criticar o Palmeiras só por causa do Mundial - disse Denílson, na ocasião.

No programa de hoje, sem citar Denílson nominalmente, Neto usou a pandemia de Covid-19 para dar a opinião de que esse não era o momento de gerar aglomeração em uma festa com 250 pessoas.

- Teve gente aqui na Band que falou que é hipocrisia da nossa parte falar da festa do Palmeiras. Mas não é da festa, e sim da aglomeração de 250 pessoas. O título da Libertadores tem que ser comemorado com 17 milhões de pessoas quando puder. Hipocrisia é ter mil pessoas na praia, 800 festas clandestinas de Carnaval. Quando (a gente critica) qualquer clube que faz isso, não é hipocrisia, sabe por quê? Porque quando você perde um ente querido, você vê a situação. Hipocrisia é querer fazer média falando que é hipocrisia - disparou Neto.

- "Não tem que ter festa o campeão brasileiro agora. Tem que esperar quando todo mundo estiver vacinado. A hipocrisia não pode estar junto com o futebol, para achar que é ídolo. Hipócrita é quem pensa assim. Se quiser tirar satisfação comigo, fala no corredor (da Band). (...) Eu não faço média com ninguém, nem com o Corinthians. Não sou comentarista social - concluiu.

Últimas