Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

‘Nenhum clube fez nada. Cadê o Flamengo, Corinthians, Vasco, Palmeiras?’, Pilhado cobra atitude de times brasileiros durante paralisação

O Campeontao Brasileiro está paralisado desde o dia 15 de maio

Lance

Lance|Do R7

Durante o Canelada, programa da Jovem Pan que foi ao ar neste domingo (26), o jornalista Thiago Asmar, conhecido popularmente como “Pilhado”, nome do seu canal do Youtube, cobrou fortemente os times brasileiros pela falta de atitudes beneficentes pelo Rio Grande do Sul. 

O jornalista se posicionou a favor da paralisação do campeonato brasileiro, desde que a pausa fosse justificada com diversas atitudes, programas e eventos, realizados pelos clubes, a fim de arrecadar doações para as vítimas das tragédias climáticas que afetaram o Rio Grande do Sul. 

- Não adianta parar o campeonato se os clubes não fizerem nada. Pra parar o campeonato tinha que ser pra todos os clubes fazerem treino aberto, campanhas. Arrecadarem alimento, cobertor, colchão, produtos de limpeza - cobrou Pilhado.

Na visão de Thiago, os clubes brasileiros, com exceção de Atlético Mineiro e Botafogo, não estão fazendo absolutamente nada para mobilizar e conscientizar seus torcedores. 

Publicidade

➡️Siga o Lance! Fora de Campo no WhatsApp e saiba o que rola fora das 4 linhas

- Nenhum clube fez nada. Parou o campeonato brasileiro e nenhum clube fez absolutamente nada, sendo justo com o Botafogo, que fez esse treino aberto para arrecadar. Por que o Flamengo não fez? Por que o Corinthians não fez? O São Paulo, o Palmeiras, o Vasco? Tem que fazer todo mundo. Fluminense, Cruzeiro… - disparou rispidamente o jornalista sobre a falta de atitude dos times brasileiros.

Publicidade

- Se parou o campeonato, é pra conscientizar a população de que os olhares agora tem que estar no RS. Futebol conscientiza. Quando o time fala, o torcedor escuta - completou.

Por último, Thiago parabenizou o Botafogo que realizou neste domingo, um treino aberto solidário, recebendo doações e convertendo todas as verbas arrecadadas em ajuda humanitária para o Rio Grande do Sul. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.