'Não tomo decisões de cabeça quente', diz Abel após derrota do Vasco sobre possível saída do clube

Técnico comentou sobre as vaias dos torcedores, o desempenho de seus jogadores e o momento da equipe após perder para o Goiás, em São Januário, na noite desta quinta-feira

Lance

Lance

Lance

Após a derrota do Vasco para o Goiás, na noite desta quinta-feira, em São Januário, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil, o técnico Abel Braga foi questionado se iria deixar o clube. Em entrevista coletiva depois da partida, o treinador cruz-maltino afirmou que não toma decisões de cabeça quente, mas disse que caso tenha que pedir demissão, pode acontecer posteriormente.

- Não estou abatido, estou insatisfeito. Não sei perder, não aprendi. Queria ser mais complacente com a derrota, porque a vitória do Goiás foi merecida pela forma que entramos. Não tomo decisões de cabeça quente. Se eu tiver que pedir demissão, amanhã eu falo com o presidente. Eu gosto muito do Vasco, gosto muito do presidente e muito dos jogadores. Mas não gostei nada da atitude no primeiro tempo. Tudo o que conversamos ontem... Vimos o Goiás treinar - afirmou o treinador, completando:

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR E SIMULAR A TABELA DA COMPETIÇÃO

- Os jogadores, independentemente do momento e da posição, são exemplares. Por tudo que eles têm passado... O primeiro tempo foi muito ruim, mas algum tipo de posicionamento errado ocasionou o gol. Tivemos que correr atrás do Goiás. Falei: "Vocês me passam uma coisa no treinamento e têm uma atitude daquelas no primeiro tempo?". Nos sentimos envergonhados. Você não vai na qualidade, mas tem que ir no esforço. Foi só isso que tivemos no segundo tempo. Tínhamos que melhorar bastante. Se tiver que mudar quatro ou cinco, eu não me importo. O Vasco tem que dar a resposta.

O Vasco agora volta suas atenções para o clássico contra o Fluminense, no domingo, no Maracanã, pela Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. Pela Copa do Brasil, a equipe de Abel Braga volta a enfrentar o Goiás na próxima quarta-feira, em Goiás.