Lance Nadal afirma que não chegará bem preparado para o Finals

Nadal afirma que não chegará bem preparado para o Finals

Espanhol foi derrotado pelo americano Tommy Paul em Paris

Lance
Lance

Lance

Lance

Após derrota para o americano Tommy Paul de virada na estreia do Masters 1000 de Paris, na França, Rafael Nadal se mostrou pessimista quanto sua condição e ritmo para o ATP World Finals, em Turim, que começa em menos de duas semanas.

"Está bem não. Todo o crédito para Tommy. Essas coisas acontecem às vezes. Acho que ele jogou agressivo e fez muitos bons golpes. Eu tive a partida naquele segundo set e não aproveitei, mas fiz um game muito ruim lá. Não merecia a vitória jogando tão mal naquele momento chave. Até aquele momento foi bom, um bom jogo para mim. Sabendo que é minha primeira partida há algum tempo e que nesta superfície, especialmente, você não pode cometer erros com seu saque", lamentou o número dois do mundo.

Nadal não atuava em simples desde o começo de setembro, com o US Open: "Muita coisa aconteceu nos últimos meses, sem dúvida. Mas estamos sempre prontos para encontrar desculpas, quando no final, é sempre a mesma coisa. Você joga bem, você ganha; você não, você perde. E hoje às vezes eu estava jogando muito bem, mas na hora certa, não fiz as coisas certas e ele jogou muito bem. Eu o credito por jogar com a intensidade certa, o foco certo e procurar os tiros. Eu acho que eu estava fazendo isso por um tempo, mas depois eu não podia mais fazer isso."

Sobre o Finals em Turim ele disse: "Espero estar (sorrindo). Sim, espero, se nada acontecer, espero estar lá. Estou animado para jogar, embora não tenham sido os meses perfeitos para mim, é claro. Mas vou lá sem nada a perder depois de um bom ano, quero ir lá e dar o meu melhor. No final, preciso de dias dentro do circuito. No final dos últimos cinco meses não passei dias suficientes envolvidos na dinâmica do circuito. Não estou nem falando de corrida, estou falando no circuito, treinando com os caras. É disso que preciso, vou tentar me sentir bem estar lá um pouco mais cedo do que o habitual e ter algum treino. Quero me dar a oportunidade de curtir a Finals, nunca se sabe quando será a última, principalmente na minha idade. Então vou fazer o meu melhor para aproveitar este, e depois nos próximos anos é claro que vou lutar para voltar lá."

"É difícil para mim imaginar agora chegar ao ATP Finals com forma suficiente para vencer um torneio como este que eu não ganhei em toda a minha carreira. Para jogar contra os melhores jogadores do mundo desde o primeiro dia, você precisa estar lá e o ritmo, as condições, isso não vai acontecer. Então, a única coisa que posso fazer é tentar estar lá mais cedo, treinar bem com os caras e depois dar o meu melhor na quadra e espero que o nível do tênis esteja lá, e o corpo também."

Últimas