Lance Na semana de volta do Paulista, Palmeiras celebra 69 anos de título que considera Mundial

Na semana de volta do Paulista, Palmeiras celebra 69 anos de título que considera Mundial

No dia 22 de julho, exatamente no dia do clássico contra o Corinthians, em Itaquera, o alviverde comemora a conquista da Copa Rio 51, que até hoje gera controvérsias

Lance
Lance

Lance

Lance

Na próxima quarta-feira, 22 de julho, é dia de retorno do Campeonato Paulista, e o Palmeiras entra em campo contra, nada mais, nada menos, seu maior rival, o Corinthians, às 21h30, em Itaquera. No entanto, a data também é lembrada por outro motivo, tão importante quanto: 69 anos atrás, o alviverde levantava o caneco da Copa Rio de 1951, que até hoje provoca comentários.

O título é controverso, isso porque sempre surgem novas “atualizações” sobre se ele é ou não o primeiro Mundial de Clubes da história do futebol. O Palmeiras acredita que sim e o trata como tal. Depois da Copa de 50, sediada no Brasil e vencida pelo Uruguai em pleno Maracanã, alguns times da América do Sul e da Europa participaram do chamado Torneio Internacional de Clubes Campeões no ano seguinte.

Participaram, além do Palmeiras, campeão paulista, e Vasco, campeão carioca, Estrela Vermelha (campeão da Copa da Iugoslávia), Áustria Viena (campeão austríaco), Juventus (campeã italiana), Nacional (campeão uruguaio), Nice (campeão francês) e Sporting (campeão português).

Naquela época, o torneio foi considerado um Mundial nas matérias de jornais, por exemplo, e, anos depois, com insistência, pesquisa e dossiês entregues pelo alviverde, a entidade máxima do futebol reconheceu a Copa Rio de 51 como o primeiro Mundial da história – em 2013, por Jérôme Valcke, então secretário-geral.

Palmeiras 0x1 Atlético-MG - Torcida com as faixas "Copa Rio de 1951" nas arquibancadas

Palmeiras 0x1 Atlético-MG - Torcida com as faixas "Copa Rio de 1951" nas arquibancadas

Lance

Torcedor em jogo recente com faixa (Foto: Marco Galvão)

Em 2014, complementando o reconhecimento, o Comitê Executivo da Fifa enviou uma ata ao governo brasileiro ratificando “concordância com pedido da CBF para reconhecer o torneio entre clubes europeus e sul-americanos vencido pelo Palmeiras em 1951 como o primeiro Campeonato Mundial de Clubes”. Ainda assim, a Copa Rio de 51 é alvo de brincadeiras e provocações por parte dos rivais, principalmente os paulistas, como Corinthians (Mundiais de 2000 e 2012), São Paulo (Mundiais de 1992, 1993 e 2005, já no novo formato que segue até hoje) e Santos (Mundiais de 1962 e 1963).

Em 2017, já com Gianni Infantino no comando da Fifa, a entidade passou a não mais considerar o torneio como Mundial, já que esse tipo de competição só começou a existir em 2000. Pouco depois, o órgão passou a reconhecer os títulos entre 1960 e 2004. Ou seja, uma nova atualização, por isso essa quantidade de dúvidas em torno deste título.

A campanha alviverde contou com vitórias sobre o Nice (3 a 0) e o Estrela Vermelha (2 a 1), além de uma derrota por 4 a 0 para a Juventus, na fase de grupos. Já na semifinal, o alviverde encarou o Vasco, venceu por 2 a 1 e empatou por 0 a 0, conquistando a vaga para a final contra a Velha Senhora. O primeiro compromisso terminou com vitória por 1 a 0, com gol de Rodrigues, e, no dia 22 de julho de 1951, o Palmeiras empatou por 2 a 2, com gols de Rodrigues e Liminha, para levantar o caneco do primeiro Mundial de Clubes, controverso ou não.

Últimas