Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Na reedição da última final, Estados Unidos e Holanda empatam na Copa do Mundo Feminina

Em jogo válido pelo Grupo E, americanas saem atrás e buscam empate no segundo tempo

Lance

Lance|Do R7


Lance
EUA e Holanda empatam por 1 a 1 pelo Grupo E (Foto: MARTY MELVILLE / AFP)

Na reedição da última final de Copa do Mundo Feminina, Estados Unidos e Holanda ficaram no empate por 1 a 1 nesta quinta-feira no Wellington Regional Stadium, na capital da Nova Zelândia, em partida válida pela 2ª rodada do Grupo E do Mundial. Roord abriu o placar para as holandesas, mas Horan deixou tudo igual no segundo tempo.

Na edição de 2019, os EUA venceram a Holanda por 2 a 0 e conquistaram o tetracampeonato mundial, na Copa do Mundo disputada na França. Rapinoe e Lavelle marcaram para as norte-americanas naquela ocasião.

+ Confira todas as informações da Copa do Mundo Feminina

Com o resultado, as duas equipes chegam aos quatro pontos e ficam empatadas na classificação do grupo, com os EUA em primeiro lugar por conta do saldo de gols. Portugal e Vietnã, que se enfrentam na rodada, estão zerados em pontuação.

Publicidade

Veja os cinco principais lances do confronto

!PULOU NA FRENTE! A seleção holandesa não se intimidou com a força dos EUA. Aos 17 minutos do primeiro tempo, a Holanda partiu para o contragolpe com Martens. A camisa 11 arrancou pelo meio, abriu na direita para Pelova, que cruzou para o corte da zaga estadunidense com Dunn. Na volta, Pelova rolou para Roord, que veio de trás, finalizar cruzado e sem chance de defesa para a goleira Naeher.

Publicidade

!LEVOU PERIGO! Com a vantagem no placar, a Holanda ficou ainda mais forte em jogadas de contragolpe. Aos 28, quase ampliou o marcador em um belo chute de longa distância de Janssen, mas a bola saiu por cima da meta de Naeher.

!TUDO IGUAL! Após o intervalo, as americanas voltaram com tudo. Aos 16 minutos da etapa final, Lavelle cobrou escanteio com precisão e Horan, capitã do time, subiu mais alto que a defesa da Holanda e testou para o fundo das redes, deixando tudo igual no placar em Wellington, 1 a 1.

!GRANDE CHANCE! O segundo tempo foi todo dos EUA. Mas a Holanda teve uma chance perigosa com Brugts, que recebeu dentro da grande área aos 34 após boa jogada pela direita, mas finalizou contra o bloqueio da defesa estadunidense.

!PRESSÃO TOTAL! No fim da partida, as americanas intensificaram a pressão em busca da vitória e da classificação ao mata-mata. Após nova cobrança de escanteio de Lavelle, a bola sobrou para Smith soltar o pé, mas Martens estava praticamente sobre a linha do gol e foi uma "segunda goleira" da Holanda ao afastar de cabeça.

Como foi o primeiro tempo?

A etapa inicial foi marcada pelo equilíbrio e pela boa postura da Holanda. Apesar do início forte dos EUA, as holandesas encontraram o gol com boa arrancada de Martens, que abriu na direita para Pelova cruzar e contar com desvio da zaga adversária. Na volta, a própria Pelova rolou para trás e Roord chegou batendo cruzado para abrir o placar.

E a segunda etapa?

Diferente do primeiro tempo, a segunda etapa foi toda das atuais campeãs do mundo. Os EUA pressionaram a Holanda, que ficou acuada, criaram chances perigosas e chegaram ao empate com Horan, que aparou com perfeição escanteio cobrado por Lavelle. Contudo, as americanas não conseguiram a virada, deixando a igualdade até o apito final em Wellington.

Como ficou a situação das equipes?

Com o resultado, os EUA chegam aos quatro pontos e se mantém na liderança do Grupo E. Já a Holanda, com os mesmos quatro pontos, permanece na vice-liderança. A situação de ambas visando a classificação para o mata-mata é tranquila, visto que Portugal e Vietnã ainda não pontuaram.

+ !Mais um baile! Espanha atropela Zâmbia e garante classificação para as oitavas da Copa do Mundo Feminina

FICHA TÉCNICA

Estados Unidos 1 x 1 Holanda

Copa do Mundo Feminina 2023

2ª rodada - Grupo E

Data e horário: 26/07/2023, às 22h (de Brasília)

Local: Wellington Regional Stadium, Wellington (NZE)

Árbitra: Yoshimi Yamashita (JAP)

Assistentes: Makoto Bozono e Naomi Teshirogi (JAP)

Público: 27,312

Cartões amarelos: Lavelle, aos 6'2T (EUA)

Gols: Roord, aos 17'1T (HOL) e Horan, aos 16'2T (EUA).

ESTADOS UNIDOS (Técnico: Vlatko Andonovski)

Naeher; Fox, Ertz, Girma e Dunn; DeMelo (Lavelle), Sullivan e Horan; Rodman, Morgan e Smith.

HOLANDA (Técnico: Andries Jonker)

Van Domselaar; Spitse, Van der Gragt (Nouwen) e Bloodworth; Groenen, Pelova (Casparij), Brugts, Roord (Janssen) e Van de Donk; Snoejis (Egurrola) e Martens.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.