Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Monteiro estreia contra Heide em Campinas

Cearense, que vem de bater o 4º do mundo, encara embalado brasileiro que faz final em Bogotá neste domingo

Lance

Lance|Do R7


Lance
Thiago Monteiro / Crédito: AON Open

A 13ª edição do Campeonato Internacional de Tênis tem início neste domingo (1) com a disputa do qualifying. São 24 jogadores em busca de duas vitórias para ingressar à chave principal do ATP Challenger de Campinas, evento mais longevo e tradicional do país sediado na Sociedade Hípica de Campinas.

Com premiação recorde de US$ 130 mil (R$ 655 mil na cotação atual), o evento distribuirá 100 pontos ao campeão e vai até o próximo dia 8 de outubro. O Santander é o patrocinador oficial da competição. 

A organização sorteou o quadro do qualifying e da chave principal, essa última que começa na próxima segunda-feira (1). A programação da fase preliminar na Hípica dá seu pontapé a partir das 10h (horário de Brasília) deste domingo (1) com 12 partidas, envolvendo 19 tenistas nacionais. O Brasil tenta aumentar a lista de representantes no quadro principal, já que vem representado, até o momento, por Felipe Meligeni Alves, Thiago Monteiro, Gustavo Heide, Matheus Pucinelli, João Lucas Reis e os convidados Eduardo Ribeiro, Enzo Lima e Nicolas Zanellato.

Neste domingo, o paulistano Daniel Dutra da Silva, 417º do ranking da ATP, é o principal pré-classificado do quali em Campinas. Na estreia, o veterano de 35 anos encara o italiano Lorenzo Claverie, 737º do mundo, no jogo de abertura da quadra 3. Danielzinho já disputou o Campeonato Internacional de Tênis em sete oportunidades anteriores e, em 2022, chegou às oitavas de final da chave principal. 

Publicidade

O segundo pré-classificado no quali é o catarinense Pedro Boscardin, 431º do ranking, que vem de ótimo resultado no Challenger de Antofagasta, no Chile. Após passar a fase prévia, o jovem de 20 anos aplicou contundentes 6/1 e 6/1 no chileno Tomas Barrios Vera, 115º do mundo, de longe seu melhor triunfo como profissional. Neste sábado, Boscardin enfrenta o convidado Jefferson Wendler Filho, também na quadra 3. 

Outros destaques da rodada inicial do qualifying são o gaúcho Orlando Luz, o brasiliense Gilbert Klier, o carioca Wilson Leite, os paulistas Pedro Sakamoto e Mateus Alves, além do pernambucano José Pereira. 

Publicidade

Atual 442⁰ do ranking, Orlandinho enfrenta o compatriota Gabriel Sidney. O gaúcho de 25 anos chegará a Campinas após o vice-campeonato de duplas no Challenger de Bogotá neste sábado. Por sua vez, Mateus Alves, 455⁰, tem pela frente o convidado local Luka Bojicic Ono em um dos principais jogos da Quadra João Lima.

Após alcançar as oitavas em 2022, o carioca Wilson Leite, 532⁰ do ranking, faz um confronto brasileiro também com o paranaense João Eduardo Schiessl, 956⁰ do mundo. Cabeça 7 do quali, o paulistano Pedro Sakamoto tem pela frente o boliviano Federico Zeballos, especialista em duplas e atual campeão do ATP Challenger de Campinas na modalidade. Já o pernambucano José Pereira, 615⁰, abre a programação da Quadra João Lima diante do campineiro Matheus Albieri.

Publicidade

CHAVE PRINCIPAL

Neste sábado, também foi definida a chave principal de simples na Hípica. Atual 83º do ranking, o argentino Federico Coria foi designado o principal cabeça de chave e aguarda um adversário vindo do qualifying. Do outro lado do quadro, o compatriota Juan Manuel Cerundolo, 88º, desafiará o boliviano Merkel Dellien. Atual campeão em Campinas, o britânico Jan Choinski, 128º do mundo, enfrentará o pernambucano João Lucas Reis na primeira rodada. 

Ao todo, o Brasil tem oito representantes na chave principal de Campinas. Destaque para o local Felipe Meligeni Alves, 142º do ranking e designado cabeça de chave número 7. Na estreia, enfrenta um qualifier. Nas últimas semanas, o campineiro de 25 anos passou o qualifying do US Open e avançou uma rodada no Grand Slam novaiorquino.

Quem também chega forte na Hípica é Thiago Monteiro. O cearense de 30 anos acaba de somar uma vitória maiúscula na Copa Davis diante do dinamarquês Holger Rune, 4º melhor tenista da atualidade. Na estreia, o vice-campeão da edição de 2021 fará um dos principais confrontos da primeira rodada diante do paulista Gustavo Heide. 

O tenista de Ribeirão Preto está na decisão do Challenger de Bogotá e encara, neste domingo, o argentino Thiago Tirante por seu maior resultado da carreira. Com a campanha, Heide, atual 284º do mundo, está se aproximando do grupo dos 230 melhores tenistas do planeta, o que ajuda em seu objetivo de entrar no qualifying do Australian Open.

Quem também disputa a chave em Campinas será o também campineiro Matheus Pucinelli, 342º do ranking, que estreia contra o italiano Luciano Darderi, 169º e que derrotou exatamente o brasileiro nas oitavas de final em 2022. O Brasil também abocanhou os três convites do torneio. 

Se o carioca João Fonseca desistiu por conta de lesão, o gaúcho Eduardo Ribeiro e os paulistas Nicolas Zanellato e Enzo Lima prometem fazer jus à confiança da organização. Natural de Hípica, Lima, de 20 anos, faz sua estreia em Challengers contra o argentino Santiago Rodrigues Taverna, 251º do mundo. 

Por sua vez, Zanellato chega a Campinas em ótimo momento. Nos últimos meses, o paulistano de 21 anos fez uma gira muito positiva pela Europa, onde foi vice-campeão do ITF M25 de Maribor, na Eslovênia, e semifinalista do Challenger de Augsburg, na Alemanha, após furar o qualifying. 

Em Campinas, Zanellato, 483º do ranking da ATP, desafiará o argentino Roman Andres Burruchaga, 238º. Por fim, Eduardo Ribeiro busca superar a campanha de 2022, quando chegou às oitavas, mas terá parada dura na estreia contra o boliviano Hugo Dellien, cabeça 6 e 136º do ranking. Entretanto, o próprio gaúcho guarda boas recordações do rival, a quem derrotou em Bogotá em três apertados sets. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.