Lance Moisés sofre entorse no tornozelo e não tem prazo para voltar ao Verdão

Moisés sofre entorse no tornozelo e não tem prazo para voltar ao Verdão

Camisa 10 saiu de campo machucado no empate por 1 a 1 diante do Atlético-MG, nesse domingo, e se torna desfalque por termo indeterminado nesta reta final do Brasileiro

Camisa 10 saiu de campo machucado no empate por 1 a 1 diante do Atlético-MG, nesse domingo, e se torna desfalque por termo indeterminado nesta reta final do Brasileiro

Lance

Lance

Lance

Moisés se tornou desfalque por tempo indeterminado no Palmeiras. O meio-campista sofreu entorse no tornozelo direito no empate por 1 a 1 diante do Atlético-MG, nesse domingo, em Belo Horizonte, e não foi divulgado um prazo para a sua recuperação.

É certo que o camisa 10 não entrará em campo na partida das 21h45 desta quarta-feira, contra o Fluminense, no Allianz Parque. A expectativa é de que ele se recupere a tempo de participar desta reta final de Campeonato Brasileiro - a competição acabará em menos de um mês e faltam cinco rodadas apenas.

Nesse domingo, Moisés foi substituído no Independência aos 12 minutos do segundo tempo. O meio-campista disse que sentiu a dor em choque ocorrido ainda antes do intervalo e preferiu solicitar a substituição porque estava com suas movimentações limitadas.

Contra o Atlético-MG, quando Moisés saiu, a partida estava 0 a 0 e o técnico Luiz Felipe Scolari preferiu trocá-lo por Thiago Santos, que fez um trio de volante no meio-campo com Felipe Melo e Bruno Henrique. Mas a principal alternativa na armação para a vaga de Moisés é Lucas Lima, com Guerra e Gustavo Scarpa também aparecendo como opções.

Além de Moisés, o Palmeias também não poderá contar com Luiz Felipe Scolari e Deyverson, suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o que deve fazer com que o auxiliar Paulo Turra comande o time e Borja seja escalado no ataque.

Mas o time volta a poder contar com Dudu, que cumpriu suspensão por acúmulo de cartões amarelos, e Mayke e Diogo Barbosa, já livres de penas impostas pelo STJD pela confusão depois do 1 a 1 diante do Cruzeiro, em 26 de setembro, pela Copa do Brasil, no Mineirão.