Lance Ministra francesa garante que Djokovic poderá jogar Roland Garros

Ministra francesa garante que Djokovic poderá jogar Roland Garros

Caso seja impedido de jogar na Austrália, sérvio poderá quebrar recorde na França

Lance
Lance

Lance

Lance

A ministra dos esportes da França, Roxana Maracineanu, garantiu que o número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, poderá disputar o torneio de Roland Garros, que terá início no fim de maio, mesmo que não tenha se vacinado contra COVID-19.

Em meio a maior onda de casos de COVID-19 registrados diariamente no país, com 260 mil casos registrados nas últimas 24 horas, a França tem lutado para convencer quase 40% da sua população a se vacinar contra a doença.

Mesmo assim, em fala expressa à rádio FranceInfo, Maracineanu recordou que a França, ao contrário da Austrália, não impede a entrada de pessoas 'não-vacinadas' no país, porém lhes impõe maiores restrições.

Baseada nesse preceito das fronteiras atuais do país e os protocolos já estabelecidos pela Federação Francesa de Tênis (FFT), o governo francês afirma que não impedirá a entrada de Djokovic no país. "Ele não seguiria os mesmos processos organizacionais dos que estão vacinados, mas poderá competir em Roland Garros, por conta dos protocolos, e da bolha sanitária, que o permitem", declarou.

Com o sinal verde das autoridades francesas, caso não consiga competir e/ou vencer o Australian Open, Novak Djokovic vai buscar o recorde de títulos do Grand Slam em Paris, onde também tentará o tricampeonato.

Últimas