Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Ministério Público da Espanha se opõem a liberdade provisória de Daniel Alves

Jogador busca responder a acusação de agressão sexual em liberdade 

Lance

Lance|Do R7


Lance
Lance

O caso de Daniel Alves ganhou mais um episódio nesta segunda-feira. Segundo a apuração do jornal espanhol "El Periódico", o Ministério Público da Espanha pediu para o juiz do caso manter o jogador em prisão provisória durante o julgamento.

O lateral-direito é acusado de estuprar uma jovem, de 23 anos, em uma boate espanhola no último dia 30 de dezembro. A equipe jurídica do atleta, chefiada pelo badalado advogado Cristobal Martell, apresentou nos últimos dias um recurso para que o jogador responda a acusação em liberdade.

+ Caso Daniel Alves: Renata Mendonça fala em 'pacto' entre homens para se protegerem

No recurso a defesa de Daniel Alves apresenta evidências e garante que o atleta não fugirá do país durante o processo, principal argumento da justiça para manter o brasileiro preso. Contudo, segundo a informação do portal espanhol, o procurador posicionou contra a liberdade do brasileiro.

Publicidade

O responsável pelo caso vê “indícios racionais” de que o jogador cometeu o crime. Além disso, considera que o risco de fuga ainda existe, o que torna a libertação de Daniel Alves improvável neste cenário.

+ Daniel Alves distribui autógrafos aos detentos em Barcelona, diz ex-presidiário à TV espanhola

O Ministério Público rejeita as medidas cautelares de levantamento de passaporte, comparências diárias em tribunal e uso de pulseira telemática sugeridas pela defesa. Nos próximos dias o Tribunal de Barcelona deve se o ex-lateral, de 39 anos, responderá o caso em liberdade.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.