Michel, do Boavista, sobre terminar à frente do Flamengo: 'É motivo de orgulho para o nosso grupo'

Time foi o líder do Grupo A com 13 pontos e ficou à frente da equipe de Jorge Jesus no saldo de gols. No domingo, Verdão joga a semifinal contra o Volta Redonda, às 16h, em Bacaxá

Lance

Lance

Lance

Na semifinal da Taça Guanabara, o Boavista está com a confiança elevada após excelente campanha na fase de grupos da competição. O time de Bacaxá fez 13 pontos e terminou na liderança do Grupo A, a frente do Flamengo no saldo de gols. Com esta pontuação, a equipe já superou a campanha do carioca 2019, e encara o Volta Redonda, em casa, no próximo domingo, tendo a vantagem do empate para chegar à final do torneio.

O confronto das semifinais será um reencontro das equipes, já que ambas se enfrentaram no último domingo, pela sexta rodada da fase de grupos da competição. O time de Bacaxá levou a melhor e derrotou o Volta Redonda por 2 a 1.

Esta será a terceira oportunidade do clube chegar à final da Taça Guanabara. O Verdão de Saquarema foi finalista da competição em 2011 e 2018, perdendo ambas para o Flamengo. Segundo o meia Michel, em entrevista ao site 'Futrio', além de chegar à semifinal, terminar a frente do Flamengo é motivo de orgulho para o clube.

- E uma felicidade muito grande ter chegado a semifinal, tínhamos essa meta e conseguimos alcançá-la. E ainda ficamos a frente de um time que hoje é referência no cenário nacional. Isso é motivo de orgulho para o nosso grupo - comemorou Michel.

O meia exaltou os méritos da equipe e a luta pela classificação. Porém, além do grupo, Michel ressaltou a importância de toda comissão técnica na preparação da equipe para os jogos da Taça Guanabara.

- Sempre ao final dos jogos ou em momentos de reunião do nosso grupo temos enaltecido muito a nossa comissão técnica, nossos preparadores físicos que nos deixaram totalmente preparados para qualquer tipo de jogo e para essa sequência de partidas uma em cima da outra. Temos nossos méritos também por termos encaixado bem nosso jogo, mas eles fazem grande parte disso - ressaltou o meia.