Lance Messi destaca força da Argentina para a Copa: 'Grupo se formou quando perdemos para o Brasil'

Messi destaca força da Argentina para a Copa: 'Grupo se formou quando perdemos para o Brasil'

Invicta há 35 jogos, seleção argentina foi derrotada pela última vez em 2019, pelo Brasil, na Copa América; astro concedeu entrevista a portal do país

Lance
Lance

Lance

Lance

Diretamente de sua casa em Paris, Lionel Messi concedeu entrevista ao jornal "Olé" e falou muito sobre a Copa do Mundo e sua trajetória. Aos 35 anos, o craque vai para a sua quinta edição do torneio, e busca o título que ainda não conquistou na carreira. Ao veículo, ele ressaltou que o grupo se formou após uma derrota para o Brasil, na Copa América de 2019, e que o elenco da atual seleção argentina possui muitas semelhanças com relação ao grupo que chegou na final do Mundial de 2014.

+ Confira o Dia do Mercado no futebol mundial

Messi conquistou o seu primeiro título com a camisa da Argentina apenas em 2021, contra o Brasil. Em seguida, venceu a "Finalíssima", decisão em um jogo contra a Itália, campeã da Eurocopa, em Wembley. Dessa forma, a equipe chega ao Qatar como uma das favoritas.

- Hoje vejo muitas semelhanças entre esse grupo e o de 2014 e todo esse processo até o final da Copa do Mundo. O grupo que foi montado, com essa força mental, eu acho que é muito importante - destacou Messi.

A Argentina está invicta desde 2019, quando sofreu derrota para o Brasil na semifinal da Copa América, em duelo disputado no Mineirão. De lá para cá, são 35 jogos, dois títulos e nenhuma derrota da equipe comandada por Lionel Scaloni. Porém, para Messi, esses números só importam se a equipe conquistar títulos.

- A verdade é que é mais uma estatística e um recorde lindo que pode se concretizar se cumprirmos o ojetivos e passarmos a Itália (dona da maior invencibilidade entre seleções, com 37 jogos), mas não pensamos nisso. Com certeza os resultados ruins virão, e nós os passaremos. Nosso grupo está preparado. Na verdade, começamos do resultado negativo, esse grupo se formou quando perdemos para o Brasil nas semifinais da Copa América em 2019 e a partir daí foi gerado o que foi gerado - analisou o camisa 10.

Diferente de muitos jogadores, Messi não fez, tampouco fará alguma promessa para uma possível conquista da Copa do Mundo.

- Eu sempre penso que Deus é quem decide, Deus sabe quando é a hora, qual é a hora e o que tem que acontecer. E sou sempre grato por tudo o que me aconteceu no futebol e na minha vida. O que tem que vir, virá e acho que é ele quem decide - disse Leo.

Para encerrar a entrevista, o atleta agradeceu aos argentinos pela torcida e ressaltou que busca o grande título, que seria o tricampeonato da Albiceleste.

- Grato por todo o carinho sempre. Estou animado como vocês. Vamos torcer para dar tudo de nós, como sempre, e lutar. Vamos lutar contra qualquer um porque esse grupo luta todas as partidas de igual para igual, jogando melhor ou pior. Não tenho dúvidas de que ele não vai entregar nada, que pode sair da melhor forma e espero que Deus nos ajude - finalizou.

A Argentina estreia na Copa do Mundo no dia 22 de novembro, às 7h (de Brasília), contra a Arábia Saudita. O confronto é válido pelo Grupo C, onde também estão as seleções do México e da Polônia.

Últimas