Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Medalhista em Tóquio, Bruno Fratus opta por não disputar as Olimpíadas de Paris

Brasileiro sofre com problema físico há dois meses

Lance

Lance|Do R7

Bruno Fratus, medalhista de bronze nos 50m livres nas Olimpíadas de Tóquio, anunciou que não participará dos Jogos Olímpicos de Paris. A decisão do nadador brasileiro é motivada por problemas físicos que o atleta enfrenta nos dois últimos meses, quando precisou passar por uma cirurgia no joelho.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

Fratus possuía a oportunidade de brigar por uma vaga olímpica na seletiva brasileira, que ocorre entre os dias 6 e 11 de maio, no Rio de Janeiro.

➡️ Darlan e outros três finalistas da Superliga são convocados pelo Brasil para a Liga das Nações

Publicidade

- É uma decisão difícil, bem complicada, mas estou em paz com ela. Analisando o cenário, a competição, já não acredito mais que eu consiga estar em forma para disputar a prova, brigar pela medalha de ouro (nas Olimpíadas). Aí para de fazer sentido - declarou o nadador em entrevista ao “ge”.

Mesmo com a preparação alocada dos Estados Unidos para o Brasil e com o apoio da sua esposa, que também é sua técnica, ele não conseguiu alcançar sua condição física desejada. 

Publicidade

Como última cartada, Bruno chegou a realizar um pedido para obter o índice olímpico dos 50m livres até 23 de junho, mas a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) não abriu esta brecha.

- A CBDA entendeu que seria inviável, não seria conveniente com todos os critérios que foram estabelecidos já há algum tempo. Deixo claro que entendo completamente a justificativa. Realmente, é uma situação delicada, complicada. Não se pode pensar em um atleta sozinho, em uma situação isolada, sendo que você tem dezenas de atletas que vão brigar pela mesma vaga - disse o nadador.

Publicidade

Apesar da situação complicada, Bruno Fratus, que participou das três últimas Olimpíadas, não pensa em largar o esporte e até chega a sonhar com uma participação nos Jogos Olímpicos da Austrália em 2032. 

- Meu intuito não é parar. Inclusive, o plano original era ir a Paris e Los Angeles. Mas agora vou precisar ir a Brisbane (2032) para disputar cinco Olimpíadas - concluiu o brasileiro.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.