Lance Maracanã ficará inutilizado por 18 dias para melhorar as condições do gramado; piso híbrido é estudado

Maracanã ficará inutilizado por 18 dias para melhorar as condições do gramado; piso híbrido é estudado

Em comum acordo com Flamengo e Fluminense, gestão do estádio avisou que paralisação será de 13 a 30 de agosto

Lance
Lance

Lance

Lance

Nesta sexta-feira, a gestão do Maracanã, em comum acordo com as diretorias de Flamengo e Fluminense, avisou que o estádio ficará parado por 18 dias (de 13 a 30 de agosto de 2021), a fim de recuperar as condições do gramado para, segundo o informe, "que o mesmo resista com qualidade até o fim da temporada".

+ Confira a tabela completa do Brasileirão

Ao todo, são 43 jogos em 2021, o que é citado na nota oficial em comparativo a uma "temporada inteira da Europa". A gestão do Maracanã também externou que está em estudo a possibilidade de troca do gramado para uma grama híbrida (como na Neo Química Arena, do Corinthians) em 2022.

Veja o comunicado na íntegra:

"A gestão do Maracanã, em comum acordo com as diretorias de Flamengo e Fluminense, informa que o estádio ficará parado por 18 dias (de 13 a 30 de agosto de 2021), a fim de recuperar as condições do gramado para que o mesmo resista com qualidade até o fim da temporada. O Maracanã é um dos três estádios mais utilizados do Brasil, levando-se em conta o volume de jogos que, neste ano, com o bom desempenho de Flamengo e Fluminense nas três competições que disputam simultaneamente, acabou tendo um aumento ainda maior no comparativo com anos anteriores. Até o momento foram 43 jogos somente em 2021, o que equivale quase ao número de jogos de uma temporada inteira da Europa.

Entre as atividades que serão realizadas neste período de intervenção estão a descompactação de todo o gramado, corte vertical, helicoidal e rotativo, raspagem das linhas de marcação do campo, aeração com pinos sólidos, topdressing, correção do micronivelamento, aplicação de fertilização foliar, calcário, adubação granular e pulverização de outros produtos. Isso possibilitará uma breve recuperação para que o gramado receba as próximas fases das competições, mesmo com os problemas típicos desta época do ano: pouca incidência da luz solar, chuvas e queda de temperatura.

A união desses problemas, somada ao alto volume de jogos, torna a manutenção da qualidade do gramado um verdadeiro desafio. A partir de setembro, após o atravessamento desse período delicado, teremos a chegada da primavera, com clima mais ameno, e mais incidência da luz do sol. Essa época do ano é mais favorável e permitirá a utilização do estádio com menos desafios frente às condições da natureza, oferecendo aos clubes melhores condições na fase decisiva das competições em curso.

A gestão Maracanã informa ainda que está em andamento um estudo de troca do gramado para a temporada 2022. O mesmo seria composto de grama híbrida, como já acontece na grande maioria dos estádios na Europa.

Comunicação Maracanã.

Últimas