Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Rebeca Andrade e Isaquias Queiroz levam o Prêmio Brasil Olímpico

A ginasta e o canoísta, medalhistas de ouro em Tóquio 2020, foram premiados pelo COB como os melhores atletas de 2021

Mais Esportes|Do R7


A celebração do Prêmio Brasil Olímpico 2021 terminou com a consagração de Rebeca Andrade e Isaquias Queiroz. Em evento realizado na noite desta terça-feira (7), no Teatro Tobias Barreto, a ginasta e o canoísta foram eleitos os atletas de 2021, ano emblemático pelo número de medalhas dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Rebeca se tornou a primeira mulher a conquistar duas medalhas numa mesma edição. Ela já havia conquistado a prata no individual geral e, posteriormente, venceu o ouro da ginástica artística feminina. Suas concorrentes no posto foram Ana Marcela Cunha, de maratonas aquáticas e a skatista Rayssa Leal.

Isaquias Queiroz e Rebeca Andrade foram eleitos os atletas do ano
Isaquias Queiroz e Rebeca Andrade foram eleitos os atletas do ano

Rebeca Andrade deixou uma mensagem em vídeo sobre o prêmio.

- Gostaria de agradecer essa rede de apoio do COB, do Comitê Brasileiro de Ginástica, do Flamengo, do Chico nem se fala. Esse momento é muito importante para mim. Os meus amigos que me apoiaram e continuaram a acreditar em mim. Isso faz a diferença. Esse prêmio é de todos os atletas. Tenho muito orgulho de vocês- disse.

Publicidade

Isaquias também mostrou irreverência ao falar sobre seu prêmio. Ele se tornou tetracampeão da honraria, já que havia levado a melhor em 2015, 2016 e 2018. Com isso, superou o nadador Cesar Cielo, que também tinha três taças.

- É uma honra receber pela quarta vez, igualando meu número de medalhas. Queria agradecer ao Comitê Olímpico Braisleiro, à equipe da canoa, são tantas pessoas... Ao Jesus Morlán, ao Lauro, que me deu confiança e autoestima. Muito obrigado pelo carinho de todos, muito obrigado ao Flamengo.

Publicidade

A jogadora de vôlei Fernanda Garay recebeu o Prêmio de Atleta da Torcida, ao ser eleita pelo júri popular.

Entre as homenagens da noite, a ex-jogadora de basquete Janeth Arcain recebeu o Troféu Adhemar Ferreira da Silva.

- Fiquei muito emocionada quando o presidente Paulo Vanderlei me ligou. Escrevi um pouco aqui pois a emoção é muito grande. Receber essa homenagem para mim é uma demonstração de representatividade. Não foi só a lembrança de uma ex-atleta, mas também apresentar que 21 deles foram dedicados à Seleção Brasileira e isto vem de encontro com ética, eficiência, esportividade e respeito ao próximo. Sem contar com valores passados para os nossos pais, como nossa disciplina. São valores esses que minha mãe mostrou desde pequena. Minha mãe, Rita, também é responsável por este momento. Receber este troféu das suas mãos, Adiel, quer dizer que vou continuar a passar. Isso fortalece a minha luta pela oportunidade. Quero agradecer ao Comitê Olímpico Brasileiro, aos que votaram não só a mulher negra, mas os jovens que buscam oportunidades. Nós procuramos passar essas oportunidades - disse Janeth.

A skatista Rayssa Leal venceu o Prêmio Inspire, oferecido pela Riachuelo à atleta mais inspiradora do ano. A "Fadinha" não pôde comparecer ao evento, mas deixou seu agradecimento em um vídeo.

Entre os demais premiados no evento, os destaques foram a atleta de vôlei Fernanda Garay e a dupla Laura Pigossi e Luisa Stefani, tenistas que foram medalhistas de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Na homenagem a treinadores, André Jardine, que comandou a Seleção Brasileira no bicampeonato olímpico de futebol masculino, e Francisco Porath Neto, o Chico, técnico da ginasta Rebeca Andrade.

A cerimônia também incluiu no Hall da Fama do COB os atletas Adhemar Ferreira da Silva (representado por sua filha, Adiel Santos Ferreira da Silva), Aída dos Santos, Magic Paula, Sebastian Cuattrin, Tetsuo Okamoto e Wlamir Marques.

VEJA TODOS OS PREMIADOS

Beisebol: Thiago Vieira

Softbol: Mariana Pereira

Volei de Praia: Duda Lisboa

Hóquei Sobre a Grama: Vinicius Rodrigues

Vôlei: Fernanda Garay

Rugby: Isadora Cerullo

Ciclismo Estrada: Vinícius Rangel

Ciclismo Pista: Wellyda Santos

Ciclismo BMX Racing: Renato Rezende

Ciclismo BMX Freestyle: Eduarda Bordignon

Escalada Esportiva: Felipe Ho Foganholo

​Basquete 3x3: Fabrício Veríssimo

Tênis: Laura Pigossi e Luisa Stefani

Ginástica Rítmica: Duda Arakaki

​Nado Artístico: Laura Micucci e Luisa Borges

​Hipismo CCE: Carlos Eduardo Parro

Atletismo: Alison dos Santos (Piu)

Canoagem Slalom: Ana Sátila

Canoagem Velocidade: Isaquías Queiroz

Remo: Lucas Verthein

Levantamento de Peso: Jaqueline Ferreira

Taekwondo: Milena Titoneli

Wrestling: Laís Nunes

Boxe: Herbert Conceição

Karatê: Vinícius Figueira

Vela: Martine Grael e Kahena Kunze

Judô: Mayra Aguiar

Tiro Com Arco: Marcus D'Almeida

Tiro Esportivo: Felipe Wu

Pentatlo Moderno: Danilo Fagundes

Melhores técnicos individuais)

Mateus Alves (Boxe)

​Lauro de Souza Junior, o Pinda (Canoagem)

Francisco Porath, o Chico (Ginástica Artística)

Melhor técnico dos esportes coletivos

André Jardine (futebol masculino)

Grêmio chega à última rodada com 97,5% de chance de rebaixamento

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.