Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Lutadores devem manter descanso de até 60 dias após transplante capilar, explica médico Felipe Salmen

Especialista em transplante capilar explica cuidados necessários após pessoas que praticam esporte de combate

Lance

Lance|Do R7


Lance
Bruno Blindado, lutador do UFC, passou por transplante capilar recentemente / Crédito: Divulgação/UFC

Indicado para quem sofre com a perda dos cabelos ou com a calvície, o transplante capilar tem ganhado cada vez mais adeptos. Entre as pessoas que optaram pelo procedimento para ter seus fios novamente, estão grandes nomes da luta. Rodrigo Minotauro, Rogério Minotouro e Paulo Borrachinha, por exemplo, estão entre eles e divulgaram nas redes seus resultados. Porém, esse público deve tomar alguns cuidados após o procedimento.

De acordo com o médico especialista em transplante capilar Felipe Salmen, a rotina do atleta deverá passar por algumas alterações. Um lutador, por exemplo, pode ter a cabeça pressionada no chão durante a luta. Isso pode, de alguma forma, prejudicar o tratamento. Por isso, Felipe Salmen recomenda que haja afastamento das atividades por até dois meses após o transplante capilar.

"Já operei lutadores de MMA, campeões de jiu-jitsu e eu sempre sugiro um descanso de pelo menos 60 dias até retornarem às atividades físicas com contato. É um período que garante uma boa cicatrização", explicou.

Outra dúvida de quem acompanha o esporte é se o transplante capilar exige a introdução de alguma substância que possa ser considerada doping. Ele tranquiliza os mais interessados.

"Nossas medicações principais são vitaminas e minoxidil. Em tratamentos durante competições, evitamos qualquer tipo de medicação que altere hormônios, como a finasterida e a dutasterida, que já fizeram com que atletas fossem reprovados em exames antidoping", concluiu.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.