Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Lucas Verthein leva o Brasil às semifinais da segunda etapa da Copa do Mundo de Remo

Brasileiro avança bem pelas eliminatórias e pelas quartas de final em Varese, na Itália

Lance|

Lance
Lance Lance

O remador brasileiro Lucas Verthein está nas semifinais da etapa de Varese (ITA) da Copa do Mundo de Remo. Nesta sexta-feira (16/6), o atleta do Botafogo foi bem nas eliminatórias e, na sequência, também fez bom tempo nas quartas de final e avançou, figurando agora entre os 12 melhores atletas do mundo no Single Skiff. Neste sábado (17/6), lutará por uma vaga na final A deste que é o segundo evento da competição, que já passou por Zagreb, na Croácia, onde Lucas terminou no 13° lugar geral.

O dia ainda amanhecia quando o sol já refletia no lago di Varese e as baterias das eliminatórias se iniciavam. A de Lucas Verthein era a sexta e última delas. Na disputa com o brasileiro pelas vagas rumo às quartas de final, o polonês Piotr Plominski, o paraguaio Javier Insfran, o azerbaijanês Bahman Nasiri e o italiano Davide Mumolo, que, com o tempo de 06’52”47, levou a melhor e avançou na primeira colocação. Lucas, único representante do Brasil no remo nos Jogos Olímpicos de Tóquio, passou em segundo, com 06’54”10.

"Fiz uma ótima prova. Nos primeiros mil metros, passei bem forte, junto com o italiano, que também imprimia um bom ritmo. Depois disso, vim controlando os demais adversários, porque sabia que, mais tarde, viriam umas quartas de final duríssimas. Então, consegui remar bem e administrar, finalizando com um bom tempo. Tive que fazer uma boa recuperação para a competição que teria na parte da tarde. Afinal, dos 24 remadores, afunilaria para as semifinais com os 12 melhores", contou Verthein.

Hora de encarar as quartas de final com uma turma, digamos, um pouco mais pesada. Mais uma vez, Lucas entrou na água na última das quatro baterias. Nas demais raias, Ryuta Arakawa, do Japão, Quentin Antognelli, de Mônaco, Kjetil Borch, da Noruega, Andrew Leroux, dos Estados Unidos, e Hanwen Zhang, da China. O brasileiro, como ele mesmo disse, ficou no bolo da prova o tempo todo, brigando pelas primeiras posições, mas terminou em terceiro e garantiu sua vaga nas semifinais, com o tempo de 06’56”47.

Publicidade

+ Cupom LANCEFUT com 10% OFF para os fanáticos por esporte em compras acima de R$299,90

"Às 17h daqui, veio a bateria das quartas de final. Eu me senti bem e, por mais que tivesse ali uma condição muito adversa, com bastante onda, muita marola, um vento forte, consegui me destacar e ficar no bolo da prova o tempo todo. Até que, nos últimos 500 metros, o atleta do Japão e o de Mônaco desgarraram um pouco e brigaram entre si pelas primeiras colocações. Eu mantive a terceira posição, que me garantiria nas semifinais e me creditaria entre os 12 primeiros do mundo aqui na Itália", disse.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.