Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Live em celebração ao dia do nutricionista exalta o papel da profissão na sociedade

Resenha promovida pela Mais Mu destacou o impacto da nutrição na expectativa de vida do ser humano

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

Em celebração ao dia nacional do nutricionista, celebrado no dia 31 de agosto, a marca brasileira de alimentação saudável Mais Mu promoveu em seu Instagram oficial um bate-papo informal, porém bastante informativo, com quatro nutricionistas que são referências na internet.

Intermediado por Anderson Mulin, um dos sócios fundadores da Mais Mu, a resenha contou com a participação de Juliana Meireles, Thiago "Nutrifofo" Monteiro e Valentim Magalhães. Voltada principalmente aos estudantes de nutrição, a conversa exaltou o papel do nutricionista na sociedade.

"O nutricionista é o médico do presente, é o que previne muitas doenças, é o que evita muitas mortes a longo prazo, o que aumenta a vida útil do ser humano", destacou "Nutrifofo".

"O nutricionista tem o poder de interferir na expectativa de vida de uma região, do mundo… Tudo o que é vivo se nutre, desde uma planta, passando por um inseto, pelo ser humano, até um elefante", lembrou Valentim Magalhães.

Publicidade

"A nutrição não restringe; pelo contrário, ela amplia as soluções dos problemas. O nutricionista tem as ferramentas para solucionar, ele é o guia turístico desse mundo chamado alimentação", acrescentou Juliana Meireles.

Em quase uma hora de bate-papo, os nutricionistas compartilharam experiências, descartaram mitos e deram dicas para quem está começando na profissão. Inclusive, foi enfatizado o fato de que a nutrição vai muito além de passar uma dieta, ela é responsável pela mudança de hábitos das pessoas.

Publicidade

Outro ponto interessante abordado na live foi a forma como cada um dos participantes decidiu seguir o caminho da nutrição.

Anderson Mulin revelou que foi por conta de derrotas no judô: "Chegava na final e perdia porque os meus adversários eram sempre mais fortes", disse um dos líderes da Mais Mu, que ao buscar formas de melhorar a condição física, se encantou pela nutrição.

Publicidade

Com "Nutrifofo" foi parecido: "Cheguei a ser obeso, a pesar 98kg. Procurei atalhos para emagrecer, como remédios, e apesar de baixar meu peso, sempre que parava com os remédios e voltava a comer normalmente, ganhava o peso tudo de novo. Depois de passar algumas vezes pelo efeito sanfona, decidi entender melhor o problema e buscar a melhor forma para emagrecer de forma definitiva".

Juliana Meireles acendeu para a nutrição devido a um infarto sofrido pelo pai aos 40 anos: "Ali eu vi que precisaria de uma atenção especial na minha alimentação, que não era nada boa. Como eu viajava muito, por conta da profissão, e à época ainda não existia blogueira fitness, eu comecei a pesquisar, buscar alternativas para alimentação saudável e fui parar na nutrição".

Amante de esportes de aventura, Valentim Magalhães chegou à nutrição por curiosidade: "Sempre fui ligado em escaladas, trilhas e ficava curioso com a questão da alimentação, que sempre foi um problema para atividades de longa duração. Li bastante sobre a nutrição em longas travessias e decidi me especializar".

Por fim, a seleção de nutricionista frisou para os futuros profissionais não se aterem apenas ao que é ensinado na faculdade, que, embora seja muito importante, não é o suficiente para tornar um especialista diferenciado. Para isso, é preciso estar em constante evolução através de cursos, mentorias e trabalhos empíricos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.