Lance Lewis Hamilton sofre ataques racistas após batida em Verstappen; Mercedes e rivais se posicionam

Lewis Hamilton sofre ataques racistas após batida em Verstappen; Mercedes e rivais se posicionam

Heptacampeão mundial venceu a corrida neste domingo, mas se envolveu em uma polêmica batida em Verstappen. Insultos racistas aconteceram no perfil da Mercedes

Lance
Lance

Lance

Lance

Lewis Hamilton sofreu ataques racistas após a vitória no GP da Grã-Bretanha, no último domingo. O piloto inglês se envolveu em uma polêmica batida em Verstappen, da Red Bull, ainda na primeira volta da corrida. Assim, uma enxurrada de comentários racistas, incluindo emojis de macaco foram publicados no perfil da Mercedes, equipe de Hamilton.
+ Confira a classificação do Brasileiro

A colisão entre os pilotos é o ponto mais árduo entre a relação amarga entre os dois. Apesar dos 10 segundos de punição pelo choque que tirou Verstappen da corrida, Hamilton venceu e diminuiu para 25 pontos a vantagem para o holandês e rival.

Em conjunto, a Fórmula 1, a Federação Internacional de Automobilismo e a Mercedes se uniram em um comunicado repudiando a ação dos usuários nas redes sociais.

- Durante e após o GP da Grã-Bretanha, Lewis Hamilton foi sujeito a muitos ataques racistas nas mídias sociais depois de uma colisão durante a prova. A Fórmula 1, a FIA e a Mercedes condenam esse comportamento da maneira mais forte possível. Essas pessoas não têm lugar em nosso esporte e pedimos que elas sejam responsabilizadas pelos seus atos. A Fórmula 1, a FIA e os pilotos estão trabalhando para construir um esporte com mais diversidade e inclusão, e esses ataques online devem ser salientados e eliminados - destacou a nota.

Assim como a Honda, Aston Martin, McLaren e outras equipes, a Red Bull também se posicionou nas redes sociais repudiando o racismo online.

- Embora sejamos rivais na pista, estamos todos unidos contra o racismo. Condenamos ataques racistas de qualquer tipo contra nossa equipe, nossos rivais e nossos torcedores. Estamos enojados e tristes ao ver os ataques racistas sofridos por Lewis nas mídias sociais após a colisão com Max. Não há desculpa para isso, e certamente não há lugar para isso em nosso esporte. Quem estiver por trás disso precisa ser responsabilizado - destacou.

Últimas