Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Lenda do Manaus Cavaliers, wide receiver Wagner Jóia deixa os gramados após 17 anos

Jogador atuou no clube amazonense em toda sua trajetória no FABR 

Lance

Lance|Do R7


Lance
Wagner Jóia fez história no futebol americano do Norte do Brasil - Foto: (Divulgação)

Um dos grandes símbolos do Manaus Cavaliers, o wide receiver Wagner Jóia anunciou a aposentadoria do futebol americano. O agora ex-jogador defendeu as cores do time amazonense por 17 anos e deixa o esporte da bola oval para focar em projetos pessoais.

Em contato com a Valinor Conteúdo, Wagner Jóia recordou o começo no futebol americano. Segundo o veterano de 37 anos, ele teve contato com o esporte da bola oval por meio de uma comunidade da antiga rede social Orkut.

- O futebol americano representa um amor à primeira vista. Eu jogava futebol antes e depois que conheci o esporte da bola oval, ele agregou bastante na minha vida. Com ele, consegui muitas amizades e também conquistas na vida pessoal – relembrou.

- Conheci o futebol americano em 2006 em um grupo do Orkut chamado ‘futebol americano em Manaus’ através do Binho Menezes que foi o fundador do Manaus Cavaliers – completou.

Publicidade

Sobre o motivo de aposentar o helmet, o wide receiver destaca que vai forcar na licenciatura e também completar o curso de engenharia civil.

- Tenho alguns projetos pessoais. Sou professor de matemática e física e, além disso, pretendo voltar a cursar a faculdade de engenharia civil – afirmou.

Publicidade

Em 17 anos no FABR, Wagner Jóia conquistou diversos títulos, como o pentacampeonato amazonense, o tricampeonato do Jumgle Bowl além de ter levantado a Taça Nilton Lins em 2012. Apesar das conquistas, ele nunca foi lembrado para a Seleção Brasileira de futebol americano, o Brasil Onças, mas não se frustra com isso.

- Sempre compreendi o motivo de não ser selecionado. Temos muitos jogadores espetaculares no Brasil. Então, isso não me deixou chateado – explicou.

Questionado se tem algum jogo ou conquista mais marcante em sua trajetória no futebol americano, Wagner Jóia ressaltou uma partida da temporada passada pelo Brasileirão da CBFA.

- Acho que o jogo com Porto Velho Miners pelo Brasileirão do ano passado. Fiz um TD e fui considerado o MVP da partida. Além disso, teve questão pandemia e, por isso, ficamos mais de dois anos sem ter um jogo oficial. Então, para mim foi muito bom, principalmente, pela volta e pela idade - já que é muito raro um wide receiver de 37 anos jogar em alto nível – destacou.

Apesar de deixar os gramados, Wagner Jóia pretende um dia voltar ao Manaus Cavaliers como coach.

- Tenho planos para voltar ao futebol americano, mas bem para o futuro. Gostaria de ser um coach para wide receivers. Para head coach está muito longe ainda – finalizou.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.