Lance Lateral Caju agrada Sampaoli, mas concorrência dificulta retorno

Lateral Caju agrada Sampaoli, mas concorrência dificulta retorno

No elenco do Santos, há Jorge e Felipe Jonatan, que têm feito boas atuações. Técnico argentino viu uma evolução defensiva do atleta no Apoel-CHI

Santos, elenco

Após temporada na Europa, Caju agradou o técnico Jorge Sampaoli

Após temporada na Europa, Caju agradou o técnico Jorge Sampaoli

Divulgação

O lateral-esquerdo Caju, que ainda pertence ao Santos, agradou o técnico Jorge Sampaoli. O argentino, inclusive, solicitou a reapresentação do jogador nos próximos dias, porém sem sucesso.

Veja mais: Neymar não é o único! Relembre as acusações de estupro contra atletas

O motivo foi por Caju não ter férias desde dezembro de 2017. Em maio do ano passado, o jogador foi emprestado ao Apoel-CHI. Com isso, a diretoria do Santos pediu a reapresentação do defensor daqui três semanas.

A concorrência na lateral esquerda também dificulta uma possível renovação do atleta com o Santos. No elenco, há Jorge e Felipe Jonatan, que têm feito boas atuações e foram contratados no início deste ano. O primeiro, porém, está emprestado até o fim deste ano pelo Mônaco-FRA.

Após ver vídeos de Caju no Apoel, Sampaoli viu uma evolução do atleta na parte defensiva. No clube do Chipre, o atleta atuou 40 vezes, marcou três gols e deu cinco assistências.

O estafe tem trabalhado com cautela nas propostas. Há interesse de clubes brasileiros, europeus, mexicano e mundo árabe. Todas negociações visam o contrato com o atleta em definitivo.

Veja mais: Ex-marido da mulher que acusou Neymar critica jogador por expor o filho: 'É muito baixo tudo isso'

No Santos, Caju nunca foi unanimidade. Ele subiu ao profissional do Alvinegro em 2014, mas não se firmou. O Peixe tem 10% dos direitos econômicos em uma futura venda do atleta. Seu valor de compra é fixado em 1,5 milhão de euros (R$ 6,2 milhões). O contrato com o Santos é válido até o fim deste ano.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Veja os jogos dos clubes da Série A até a parada para a Copa América