Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Katara, da Argentina, é campeão da Semana Internacional de Vela de Angra dos Reis

Argentinos levaram também o Campeonato Brasileiro na classe ORC, a mais prestigiada do país. Gaúcho Crioula ficou em terceiro...

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Equipe Katara leva o título em Angra dos Reis / Crédito: Aline Bassi / Balaio de Ideias

Festa da Argentina em Angra dos Reis. A equipe do Katara, do Yacht Club Argentino, de Buenos Aires, conquistou, neste domingo, o título da Semana Internacional de Vela de Angra dos Reis e também do Campeonato Brasileiro da classe ORC, a principal do país e reconhecida pela World Sailing. A competição teve 45 barcos e velejadores de todo o Brasil e também da Argentina. Ela foi realizada pelo Angra dos Reis Marina Clube em parceria com a Prefeitura de Angra dos Reis.

Após vitória nas três primeiras regatas nos dois primeiros dias, o time manteve a regularidade ficando em terceiro na primeira regata barla sota deste domingo e fechando o evento com mais uma vitória na sexta e última regata de percurso contornando a Ilha de Búzios por Boreste e a Laje do Fundo também por Boreste. Completando o Tango na Costa Verde, o Sandokan, também de Buenos Aires, ficou em segundo na última regata e foi o vice-campeão geral. A equipe Crioula, do Rio Grande do Sul, do velejador olímpico Samuel Albrecht, tático do barco, venceu a quinta regata e primeira deste domingo e recuperou posições na tabela para terminar com a medalha de Bronze, na terceira colocação.

Julian Somodí, comandante do Katara, comemorou o triunfo e enalteceu a competição: "Compartilhamos a festa com os brasileiros, tivemos brasileiros no barco, velejamos bem e tudo aconteceu. A equipe foi a fórmula do êxito com o André Mirsky e o Klaus Gonçalves e isso funcionou muito bem".

André Mirsky comentou a importância do conhecimento da Baía da Ribeira. Ele começou a navegar com seu pai, Sérgio, justo no local. Sérgio foi considerado o maior Fita Azul (aquele barco que cruza em primeiro lugar a linha de chegada) da história da Vela brasileira: "Estávamos com uma equipe muito sólida. Parabéns ao Julian que conseguiu juntar vários talentos, então tínhamos trimmers excelentes, Julian muito bom no leme. Meu trabalho ficou mais fácil. Fomos muito consistentes nos contra-ventos, deveríamos estar uns cinco, seis minutos atrás, mas estávamos juntos e às vezes até na frente e aí começávamos muito bem nas regatas e administramos bem o campeonato. Hoje era segurar a ansiedade, com um sexto já estava terminado, e fizemos um terceiro depois de uma largada difícil e a última ganhamos de ponta a ponta".

Publicidade

A festa dos argentinos será curta. Eles já se preparam para voltar esta noite e na madrugada de segunda-feira para a capital argentina e pretendem voltar para Angra dos Reis no ano que vem e mais competições pelo Brasil.

Mario Martinez, comodoro da Associação Brasileira de Veleiros de Oceano, elogiou a competição que ficou fora do calendário por mais de uma década e tem sua segunda edição consecutiva: "Foi um grande evento e tecnicamente perfeito, Angra tem muitas opções de ilha, de percurso. Era uma solicitação de velejadores para a ABVO termos mais regatas de percurso e conseguimos fazer e Angra dos Reis oferece condições para isso".

Publicidade

Na classe BRA-RGS, o título ficou com o Cristalino, do Iate Clube do Rio de Janeiro, que venceu três das quatro regatas disputadas. O Buscapé ficou em segundo e o Orion em terceiro.

A Semana Internacional de Vela de Angra dos Reis contou importantes pontos na disputa da Copa Brasil de Vela de Oceano que definirá os melhores barcos na temporada para as classes ORC e BRA-RGS. A atualização do ranking sairá nos próximos dias. As próximas etapas que contam pontos serão o Circuito Rio, em novembro, no Rio de Janeiro, e a 4ª etapa da Copa Mitsubishi, em Ilhabela (SP), no fim de novembro e começo de dezembro.

Publicidade

Classificação Final da ORC após quatro regatas:

1 - Katara (ARG) 7 pontos perdidos

2 - Sandokan (ARG) 19

3 - Crioula (BRA) 20

4 - Rudá (BRA) 22

5 - Phoenix (BRA) 26

6 - Boto V (BRA) 27

7 - Bravo (BRA) 29

8 - Orson (BRA) 29,5

9 - Asbar VI (BRA) 33

10 - King (BRA) 39

11 - My Boy (BRA) 50

12 - Vesper (BRA) 54

13 - Zorro (BRA) 61Ao todo foram 45 barcos com cerca de 300 velejadores de todo o Brasil e da Argentina. Além da ORC e BRA-RGS estiveram na disputa veleiros do Bico de Proa e da classe Cruzeiro.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.