Lance Kasatkina afirma que 'emoções mal geridas' a atrapalharam em Paris

Kasatkina afirma que 'emoções mal geridas' a atrapalharam em Paris

Russa está muito feliz com campanha histórica em Roland Garros

Lance
Lance

Lance

Lance

Após ser eliminada pela polonesa Iga Swiatek na semifinal de Roland garros, a russa Daria Kasatkina conversou com os jornalistas e mostrou-se muito feliz com a grande campanha que fez em Paris, a melhor de sua carreira. Dasha ainda deu créditos a algoz.

“Foi um dos melhores torneios da minha vida, é a primeira vez que chego a uma semifinal de Grand Slam, então foi o melhor resultado em Slam que obtive na minha carreira. Apesar da derrota, estou muito feliz com tudo o que me aconteceu nestas duas semanas”, pontuou sorrindo a russa.

Esta foi a quarta derrota consecutiva de Kasatkina para Swiatek na temporada e a russa foi questionada em o que essa foi diferente das anteriores, que tiveram placares mais apertados: "Esta partida não foi tão diferente das anteriores, ela não fez nada para o qual eu não estivesse preparado. O que acontece é que hoje eu estava muito empolgada e não consegui lidar com esses nervos como nos jogos anteriores. Antes do jogo eu não me sentia mal, mas estava pisei na quadra e não sei como descrever, senti muitas coisas que não eram usuais. Eu tenho que me acostumar com isso e encontrar uma maneira de controlar esses nervos. Acho normal, e ela também acha que durante o jogo eu estava jogando cada vez melhor, então eles estavam colocando tudo na mesma direção”, pontuou.

A russa deixa Paris tendo vivido uma experiência "incrível": “O melhor foi ganhar tantos jogos, claro, curtindo esse ambiente e a torcida. É uma coisa incrível, especialmente depois de todos os meses de pandemia, é ótimo estar de volta com as arquibancadas cheias. Não posso dizer que deixei de curtir, nem hoje quando perdi, no final do tênis é normal perder toda semana. No geral, estou feliz com a forma como as coisas correram nestas duas semanas."

Últimas