Justiça penhora receitas de partidas na arena do Palmeiras

Penhora de cerca de R$ 1,5 milhão se deu por conta de débito com empresa que alugou geradores no fim de 2014, meses iniciais do Allianz Parque

Allianz Parque está fechado desde 16 de março, por conta do coronavírus

Allianz Parque está fechado desde 16 de março, por conta do coronavírus

Lance

A Justiça penhorou cerca de R$ 1,5 milhão que o Allianz Parque receberá com partidas do Palmeiras. A decisão faz parte de processo movido pela Power Brasil, que alugou geradores em novembro e dezembro de 2014, exatamente os primeiros meses de operação da arena do Verdão, administrada pela WTorre. A informação é do jornal Estado de São Paulo.

A decisão foi publicada no dia 6 pela juíza Carolina de Figueiredo Dorlhiac Nogueira, da 38ª Vara Cível. A sentença diz que Palmeiras, Allianz Seguros, que é detentora do naming rights do estádio, a empresa que vende ingressos de jogos e os responsáveis pelos estacionamentos do local têm prazo de 30 dias para depositar em juízo valores que seriam destinadas à arena.

A ação é movida contra a Real Arenas Empreendimentos Imobiliários S/A, pertencente ao grupo WTorre. A locação de geradores entre novembro e dezembro de 2014 custaria, inicialmente, R$ 389 mil. A Power Brasil alegou falta de pagamento e foi à Justiça. Em abril de 2019, houve bloqueio das contas da Real Arena para saldar a dívida, então avaliada em R$ 1.428.348,20, mas o valor disponível encontrado foi de somente R$ 18.473,89. Em novembro, foram penhorados os direitos da Real Arenas, que pediu efeito suspensivo.

Fechada desde 16 de março, por conta da pandemia do coronavírus, a arena cedeu sua estrutura para a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe influenza, em 23 de março. Sem faturar com a ausência de partidas de futebol e eventos por conta da pandemia, a WTorre, administradora da arena, realizou um corte no quadro de funcionários.

O Allianz Parque anunciou que aproveitará esse período sem eventos para se transformar em drive-in: com aval de autoridades de saúde, permitirá que carros entrem no gramado para que as pessoas assistam a filmes, shows e palestras em seus telões. Tornou-se possível receber veículos no campo por conta da instalação do piso sintético, em fevereiro. Ainda não foi divulgado quando começarão essas sessões de cinema, chamadas "Arena Sessions".

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

Estádio vazio, festa tímida, mas bom futebol na volta do Alemão. Confira