Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Justiça indefere recursos, e Vasco associativo segue como acionista majoritário da SAF

Cruz-Maltino se classificou para as oitavas de final da Copa do Brasil

Lance

Lance|Do R7

O Vasco associativo obteve mais uma vitória na Justiça. Após a SAF e a 777 Partners recorrerem, o Tribunal decidiu manter a liminar que dá o controle da empresa vascaína à associação.

➡️ Tudo sobre o Gigante agora no WhatsApp. Siga o nosso canal Lance! Vasco

A decisão foi nos dois recursos, tanto no da SAF, quanto no da 777 Partners. Os recorrentes queriam um efeito suspensivo que dava controle da empresa a Pedrinho.

O desembargador Cesar Felipe Cury, da 20ª Câmara do Direito Privado do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, entendeu que os argumentos apresentados pela 777 Partners não foram suficientes para afastar o perigo de dano apontado pelo Vasco associativo, que foi reconhecido em primeira instância.

Publicidade

🗒️ CONFIRA UM TRECHO DA DECISÃO:
"No presente caso, todavia, os elementos descritivos apresentados no agravo de instrumento, por um lado, não mostram risco de dano grave ou de difícil ou impossível reparação, e, por outro, não contêm o suficiente para elidir ou infirmar a pretensão inicial em que se fundamenta a decisão recorrida.

A matéria controvertida envolve significativo apontamento de reiterados episódios de violação contratual e de dificuldades econômico-financeiras pela empresa agravante que resultam na justificada perda da affectio societatis e que fundamentam o direito à retomada do controle acionário pelo agravado como forma de evitar o perigo de agravamento do quadro operacional da entidade, fundamentos acolhidos pelo juízo de primeiro grau como suficientes à concessão da cautelar.

Publicidade

As razões apresentadas na pretensão recursal pela agravante, todavia, conquanto descrevam quadro de aparente normalidade relacional e estabilidade comercial da 777 Carioca LCC, não elidem a probabilidade do direito e o perigo de dano reconhecidos pela decisão agravada.

O que se pretende preservar não é apenas a integridade formal do contrato, mas o seu substrato material e as relações e os interesses jurídicos dele emergentes e consubstanciados na saudabilidade da principal entidade, designadamente o Clube de Regatas Vasco da Gama."

Publicidade

Na noite desta terça-feira, o Vasco entrou em campo e eliminou o Fortaleza na Copa do Brasil. As equipes empataram no tempo regulamentar e o Cruz-Maltino levou a melhor nas penalidades. Léo Jardim foi o grande herói da partida.

Para o magistrado, embora a alegação da 777 Partners seja que o contrato está sendo cumprido, com R$ 310 milhões investidores, a empresa estadunidense não desconstruiu a "narrativa de falência".

( Para o magistrado, embora a alegação da 777 Partners seja que o contrato está sendo cumprido, com R$ 310 milhões investidores, a empresa estadunidense não desconstruiu a "narrativa de falência". )

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.