Lance Jornalista questiona 'campanha' de flamenguistas contra Diego: 'Como podem estar insatisfeitos com algo?'

Jornalista questiona 'campanha' de flamenguistas contra Diego: 'Como podem estar insatisfeitos com algo?'

Alguns torcedores estão pedindo a saída do experiente meia do time titular, mesmo com a sequência de goleadas aplicadas pelo Rubro-Negro

Lance
Lance

Lance

Lance

O jornalista Rica Perrone fez um post no Twitter na noite deste sábado para questionar o motivo de uma possível 'campanha' de alguns torcedores do Flamengo que estão insatisfeitos com Diego Ribas, mesmo diante da excelente fase do Rubro-Negro que mais uma vez goleou um adversário neste fim de semana, com direito a hat-trick de Gabigol na Vila Belmiro.

+ Veja a tabela do Brasileirão!

- Cara, o Flamengo está ganhando de todo mundo por goleada. Como é que pode a torcida estar fazendo uma campanha para um jogador titular ir embora? Ainda mais o primeiro nome pica que topou o projeto. Como vocês podem estar insatisfeito com alguma coisa? - questionou o jornalista.

- Covardia e perseguição. O flamenguista que nem ao menos respeita Diego Ribas nunca precisou apoiar um Obina, um Jailton, um Souza Caveirão, um Paulinho. Não respeitam Diego pq não respeitam a instituição Flamengo - afirmou um flamenguista.

- Campanha de alguns no Twitter não é Campanha de torcida. Diego é ídolo e indispensável na montagem e manutenção desse Flamengo - disse um torcedor, que completou dizendo que acredita que ele teria um papel melhor entrando durante as partidas do que sendo titular.

Alguns torcedores cornetaram Diego na postagem, mas o jogador foi defendido por outros, gerando um grande debate. Na partida de ontem, Diego foi titular no time de Renato Gaúcho e a #ForaDiegoRibas chegou a figurar entre os assuntos mais comentados do Twitter. Mesmo com a chuva de goleadas, alguns torcedores entendem que ele prejudica o time.

Diego chegou no Flamengo em 2016, sendo um dos principais nomes da reformulação do time após esforços financeiros para equilibrar as finanças na gestão de Eduardo Bandeira de Mello.

Últimas