Lance Jornais de Argentina e França 'entram em guerra' em busca de erro de arbitragem na final da Copa

Jornais de Argentina e França 'entram em guerra' em busca de erro de arbitragem na final da Copa

Publicações apontam irregularidades nos gols de Messi e Mbappé na prorrogação da final 

Lance
Lance

Lance

Lance

Jornalistas de França e Argentina resolveram defender suas seleções e apontar irregularidades em lances decisivos dos adversários na final da Copa do Mundo que acabou sendo conquistada pela Argentina de Lionel Messi.

O L'Équipe, da França, afirmou em seu site oficial que o terceiro gol da Argentina, marcado por Messi na prorrogação, não deveria ter sido validado por causa de uma invasão de jogadores do time reserva na lateral do gramado.

- Por que o terceiro gol da Argentina não deveria ter sido validado - diz a manchete da publicação do jornal francês.

- Segundo o regulamento, o segundo gol de Lionel Messi, na prorrogação, deveria ter sido anulado pelo árbitro da partida, Szymon Marciniak. Vários reservas argentinos já estavam em campo antes da bola cruzar a linha de gol de Hugo Lloris - argumentou o L'Équipe, que usou um print do jogo para ilustrar seu argumento.

Argentina x França - invasão no gol de Messi na prorrogação da final da Copa de 2022

Argentina x França - invasão no gol de Messi na prorrogação da final da Copa de 2022

Lance

Print usado pelo L'Équipe para argumentar pedido de anulação de gol de Messi (Foto: Reprodução)

O argumento do jornal francês se baseia em um parágrafo que faz parte do livro de regras da Fifa.

- Se depois de marcar um gol, o árbitro perceber antes do reinício do jogo que outra pessoa estava no campo de jogo no momento em que foi marcado o gol: o árbitro deve cancelar o gol. Se o invasor for: jogador suplente, substituído, expulso ou dirigente da equipe que fez o gol, o jogo deve ser reiniciado com tiro livre direto no local onde se encontrava o invasor - diz a Fifa.

ARGENTINOS REBATEM
​Os argentinos também questionaram o gol marcado por Mbappé na prorrogação. Segundo o site da emissora argentina 'TyC Sports', o lance que originou o pênalti convertido por Mbappé não deveria ter acontecido se uma irregularidade anterior dos franceses tivesse sido marcado a favor da Argentina.

- Milésimos de segundos antes daquela infração do lateral-direito albiceleste após o chute furioso de Kylian Mbappé, houve um claro 'handebol' de um jogador dos Les Bleus que não só não foi marcado, como também não foi revisado pelo VAR - disse o "TyC Sports".

Os argentinos alegaram com base em uma imagem de arquibancada que esse lance originaria um pênalti para a Argentina, que naquele momento ganhar por 3 a 2.

- A polêmica estourou horas depois das festividades do Scaloneta, quando um vídeo da arquibancada do Estádio Lusail de um torcedor que gravou a jogada da final se tornou viral. Nas imagens é possível observar que após cobrança de escanteio de Kingsley Coman, a bola caiu como uma adaga na marca do pênalti e acertou o braço de Dayot Upamecano - diz a publicação.

Últimas