Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Jogadores da Seleção sub-23 relatam momentos de tensão com terremoto no Marrocos

Brasil está no país africano para dois amistosos contra o time olímpico local e sentiu os tremores na última sexta-feira...

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Paulinho falou dos momentos de tensão ao sentir os tremores no Marrocos (Foto: Joilson Marconne / CBF)

A Seleção Brasileira Pré-Olímpica, que está no Marrocos para a disputa de dois amistosos contra o time local, passou por um susto na noite de sexta-feira (8), durante terremoto de alta intensidade no país.

+ Veja tabela e classificação do Brasileirão-2023 clicando aqui

Hospedada em Fez, cidade que fica a mais de 700 quilômetros do epicentro do abalo sísmico, a delegação está em total segurança. Todos os jogadores e integrantes da comissão técnica estão bem. Alguns deles falaram ao site da CBF sobre como reagiram aos tremores.

+ Já pensou em ser um gestor de futebol? Participe da nossa Masterclass com Felipe Ximenes e descubra oportunidades

Publicidade

- Sentimos um tremor muito forte, uma sensação terrível. A cama começou a balançar de um lado para o outro. Vi os lustres também balançando. Imaginei logo, Já tinha passado por isso três vezes. Mas ontem (sexta-feira, dia 8) foi forte. Corri para o armário, peguei meus celulares e passaporte e saí correndo, chamando os atletas para que descessem pela escada em busca de um abrigo - disse o coordenador-técnico das Seleções de Base da CBF, o ex-jogador Branco.

+ Neymar supera Pelé e se torna o maior artilheiro da história da Seleção Brasileira

Publicidade

O lateral Abner contou que o susto deu lugar à necessidade de tranquilizar parentes e amigos. 

- Naquele momento, tomamos um susto. Porém, estamos em segurança e isso nos conforta. A gente está falando sobre vidas, um terremoto, uma tragédia, nunca é fácil falar sobre isso, e agora o adversário do próximo amistoso e o próprio jogo ficam de lado. Na hora, pensamos logo em buscar abrigo para ficar em segurança. Em seguida, no meu caso, procurei contato com os familiares e amigos para tranquilizá-los.

Publicidade

Na manhã deste sábado (9), o meia Paulinho também deu detalhes do evento e relatou outros momentos em que passou por isso.

- Eu estava deitado e comecei a sentir a cama tremer. Levantei assustado, olhei para o abajur e vi que estava balançando. Aí, saí do quarto. Foi um susto e buscamos segurança. Fomos muito bem tratados e orientados e seguimos para a área da piscina por precaução, é um lugar mais aberto. Graças a Deus estamos em segurança - contou o meia-atacante antes de completar:

+ Fifa reconhece recorde de Neymar na Seleção Brasileira: ‘Novo rei’

- Já passei por outros terremotos, no Chile, por exemplo, servindo à Seleção sub-17, mas não com essa intensidade. Ontem (sexta-feira), tive medo, com certeza, num primeiro momento. Depois, a gente fica preocupado em tentar tranquilizar logo os familiares

Segundo as agências de notícias internacionais, já são mais de mil mortos pela tragédia no Marrocos. Os jogadores prestaram solidariedade pelo momento que o país africano está passado.

- Infelizmente já sabemos do número de mortos ... é algo muito grave, a gente fica sentido e presta nossa solidariedade a todo povo marroquino e aos que estão ajudando na busca dessas pessoas - declarou Paulinho.

+ Neymar se emociona em homenagem da CBF após feito histórico com a camisa da Seleção

- Quero prestar solidariedade aos marroquinos, a todos aqueles que estão trabalhando nas buscas de salvamento. É uma situação muito triste - reforçou o goleiro Matheus Cunha.

A Seleção Brasileira sub-23 foi derrotada por 1 a 0 no primeiro amistoso diante da seleção olímpica de Marrocos. Está marcado para segunda-feira (11), o segundo jogo entre as equipes, que deve acontecer no Complexo Esportivo de Fez.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.