Lance Investimento x resultado: veja quanto custou cada ponto do seu clube no Brasileirão 2020

Investimento x resultado: veja quanto custou cada ponto do seu clube no Brasileirão 2020

Dono do maior investimento referente à folha salarial da Série A, o Flamengo conquistou a competição pelo segundo ano consecutivo; Fluminense surpreende no pelotão da frente

Lance
Lance

Lance

Lance

Dinheiro e sucesso quase sempre caminham lado a lado no futebol. Quanto mais capacidade de investimento um clube tem, a tendência é que mais qualificado seja o elenco e, consequentemente, maiores as chances de chegar longe nas competições. Referência em gestão financeira na última década, o Flamengo provou essa tese no Campeonato Brasileiro de 2020.

Dono da folha salarial mais cara entre os 20 clubes da Série A (cerca de R$ 23 milhões por mês - veja o levantamento abaixo), o Rubro-Negro se sagrou campeão com 71 pontos conquistados. Ao se dividir o gasto do departamento de futebol pelos pontos conquistados, conclui-se que o clube carioca gastou em torno de R$ 324 mil por cada ponto ganho – foram os pontos mais caros da competição. Mas, tendo o clube suas finanças relativamente organizadas, pode-se dizer que "comprar" a glória é o que se espera de um clube com a grandeza do Flamengo.

-> Quais são os 40 clubes com os elencos mais valiosos do Brasil? Veja!

Diego com a taça do Brasileirão 2020

Diego com a taça do Brasileirão 2020

Lance

Flamengo conquistou o bicampeonato brasileiro (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Em contrapartida, há os casos de clubes que conquistaram seus pontos e posições na tabela à custa de muito menos gastos. O Fluminense, por exemplo, com uma folha salarial que girou em média de R$ 3 milhões, somou 64 pontos e terminou em quinto lugar. Entre os times que garantiram vaga na Libertadores, o Tricolor teve o melhor custo-benefício: cerca de R$ 47 mil para cada ponto conquistado.

No cálculo de custo por ponto, entre as 20 equipes da série A, o Fluminense só ficou atrás de um outro clube: o Atlético-GO. Com um gasto de apenas R$ 2 milhões por mês em salários e direitos de imagem, o Dragão ficou em 14º colocado no Brasileirão e gastou em torno de R$ 40 mil para conquistar cada um dos 50 pontos.

Entre os rebaixados, a pior relação entre investimento e resultado foi do Coritiba, com R$ 103 mil gastos por ponto, seguido de perto pelo Botafogo, que desembolsou cerca de R$ 92 mil para somar cada ponto. Apesar de ter folha salarial maior que Fortaleza e Sport, o Vasco não fez valer a superioridade econômica no campo e viu cada um dos 41 pontos custarem em torno de R$ 83 mil.

Fluminense x Goiás

Fluminense x Goiás

Lance

Fluminense garantiu vaga na Copa Libertadores (Foto: Mailson Santana/Fluminense FC)

VEJA A FOLHA SALARIAL E QUANTO CADA CLUBE GASTOU POR PONTO:

1º) FLAMENGO
Folha salarial: R$ 23 milhões*
Pontos: 71
Custo por ponto: R$ 323.943,66

2º) INTERNACIONAL
Folha salarial: R$ 8,5 milhões*
Pontos: 70
Custo por ponto: R$ 121.428,57

3º) ATLÉTICO-MG
Folha Salarial: R$ 10,5 milhões
Pontos: 68
Custo por ponto: R$ 154.411,76

4º) SÃO PAULO
Folha salarial: R$ 12 milhões
Pontos: 66
Custo por ponto: R$ 181.818,18

5º) FLUMINENSE
Folha Salarial: R$ 3 milhões
Pontos: 64
Custo por ponto: R$ 46.875,00

6º) GRÊMIO
Folha Salarial: R$ 12 milhões*
Pontos: 59
Custo por ponto: R$ 203.389,83

7º) PALMEIRAS
Folha salarial: R$ 13,5 milhões
Pontos: 58
Custo por ponto: R$ 232.758,62

8º) SANTOS
Folha salarial: R$ 8 milhões
Pontos: 54
Custo por ponto: R$ 148.148,15

9º) ATHLETICO
Folha Salarial: R$ 4 milhões*
Pontos: 53
Custo por ponto: R$ 75.471,70

10º) RED BULL BRAGANTINO
Folha Salarial: R$ 2,8 milhões
Pontos: 53
Custo por ponto: R$ 52.830,19

11º) CEARÁ
Folha salarial: R$ 3,3 milhões*
Pontos: 52
Custo por ponto: R$ 63.461,54

12º) CORINTHIANS
Folha salarial: R$ 13,8 milhões*
Pontos: 51
Custo por ponto: R$ 270.588,24

13º) ATLÉTICO-GO
Folha salarial: R$ 2 milhões*
Pontos: 50
Custo por ponto: R$ 40 mil

14º) BAHIA
Folha salarial: R$ 3,7 milhões*
Pontos: 44
Custo por ponto: R$ 84.090,91

15º) SPORT
Folha salarial: R$ 2 milhões
Pontos: 42
Custo por ponto: R$ 47.619,05

16º) FORTALEZA
Folha salarial: R$ 2,7 milhões*
Pontos: 41
Custo por ponto: R$ 65.853,66

17º) VASCO
Folha salarial: R$ 3,4 milhões
Pontos: 41
Custo por ponto: R$ 82.926,83

18º) GOIÁS
Folha salarial: R$ 2,5 milhões
Pontos: 37
Custo por ponto: R$ 67.567,57

19º) CORITIBA
Folha salarial: R$ 3,2 milhões
Pontos: 31
Custo por ponto: R$ 103.225,81

20º) BOTAFOGO
Folha salarial: R$ 2,5 milhões
Pontos: 27
Custo por ponto: R$ 92.592,59

*valores baseados no levantamento feito pelo jornalista Jorge Nicola.

As informações dos demais clubes foram apuradas pela reportagem do LANCE!.

Os números acima também incluem as comissões técnicas das equipes.

Últimas