Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Griffin Colapinto bate Ítalo Ferreira e fatura etapa de Surf Ranch da WSL

Griffin Colapinto bateu o brasileiro Ítalo Ferreira na final e assumiu a liderança da WSL

Lance

Lance|Do R7


Lance
Griffin Colapinto levou a melhor na final em Surf Ranch (Foto: Divulgação/ WSL)

Ítalo Ferreira chegou a cair para a repescagem, mas se recuperou e chegou até a final da etapa de Surf Ranch da WSL, disputada neste fim de semana. No entanto, o brasileiro não foi páreo para o americano Griffin Colapinto, que o superou na final e levou o título para casa.

Ítalo saiu na frente na final, mas Colapinto acertou uma grande onda, levou uma nota 9 e conseguiu virar a bateria. O título foi importante para o americano, que assumiu a liderança geral da temporada.

+ ATUAÇÕES: Cássio se destaca, e Róger Guedes comanda primeira vitória de Luxemburgo no Corinthians

O brasileiro conseguiu sair em vantagem na final, com um 8,13 e um 8,70 que o deixaram em boa situação. Entretanto, Colapinto também conseguiu um 8,70 e emendou um 9,07, o que o colocou imediatamente em vantagem.

Publicidade

Ítalo foi buscar a desvantagem e conseguiu um 8,43, mas tentou um aéreo para virar o jogo e errou. Assim, terminou com 17,13 no geral, enquanto Griffin manteve seu 17,77 para vencer a etapa.

+ Cupom LANCEFUT com 10% OFF para os fanáticos por esporte em compras acima de R$299,90

Publicidade

O dia de Ítalo em Surf Ranch começou com um duelo brasileiro, contra o ex-líder do Circuito Mundial, José Chianca. Após superar o compatriota, o campeão olímpico bateu o australiano Ethan Ewing na semifinal, até encarar Colapinto — que tirou outro brasileiro, Filipe Toledo.

Gabriel Medina e Yago Dora caíram nas quartas de final, em duelos contra Ethan Ewing e Colapinto, respectivamente.

Publicidade

+ WSL 2023: conheça o formato da competição mundial de surfe

No feminino, Carissa Moore ficou com o título ao bater Caroline Marks na final, logo depois de eliminar a brasileira Tatiana Weston-Webb na semifinal.

Após seis rodadas disputadas, a WSL ainda tem quatro etapas pela frente na temporada de 2023: El Salvador, Rio de Janeiro, África do Sul e Taiti.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.