Lance Goleiro do Sergipe segura o Cuiabá, mas não garante a equipe na próxima fase da Copa do Brasil

Goleiro do Sergipe segura o Cuiabá, mas não garante a equipe na próxima fase da Copa do Brasil

Marcão foi o principal nome dentro e fora de campo no confronto pela competição

Lance
Lance

Lance

Lance

O goleiro Marcão foi um dos grandes personagens da partida entre Sergipe e Cuiabá, válida pela Copa do Brasil, na última terça-feira. O duelo terminou 0 a 0, e como prevê o regulamento da competição, o empate na primeira fase garantiu a classificação à equipe mato-grossense para a próxima fase.

Com duas grandes defesas no jogo, Marcão admite que trocaria o desempenho pela vitória, e pede desculpas ao torcedor pela eliminação.

- Eu trocaria minhas duas defesas pelo 1 a 0. Não é fácil jogar o futebol sergipano, a gente mata um leão por dia. Estou muito triste porque esse dinheiro cairia muito bem para nós. Peço desculpa ao torcedor pela não classificação, mas temos muito a dar durante o ano – disse Marcão, que após o apito final desabafou sobre a situação vivida pelo futebol brasileiro:

- É muito delicado falar isso. Quem tem um salário alto, está na primeira ou segunda divisão e recebe em dia é muito fácil falar para parar o campeonato. A gente que joga uma Série D, tiveram jogadores que no ano passado passaram fome, famílias que passaram fome, se não fosse a ajuda de outras pessoas. Eu sei que é uma situação delicada para o país, lamento pelas mortes que estão acontecendo. A gente torce para que a vacina chegue logo, que possa liberar o público no estádio, mas eu não concordo com a paralisação do campeonato em si - concluiu.

Últimas