Galo vence Banfield nos tribunais em disputa de indenização por Cazares

O clube mineiro evitou o pagamento de mais de R$ 80 milhões aos argentinos que alegavam terem sido lesados quando o Atlético comprou o meia, em 2015

Lance

Lance

Lance

O Atlético-MG conseguiu mais uma vitória fora dos gramados, que evitará prejuízos para os cofres do clube mineiro. O TAS/CAS (Corte Arbitral do Esporte) julgou improcedente o recurso do Banfield, da Argentina, que cobrava do Galo 15 milhões de dólares (cerca de R$ 80 milhões) como recompensa pela ida do meia Cazares ao alvinegro, em 2015.

A disputa judicial já havia tido vitória do Atlético no processo em primeira instância na FIFA, em 2018, e com o novo julgamento, se encerrou qualquer chance de derrota atleticana.

O advogado e vice-presidente do Atlético-MG, Lásaro Cândido, celebrou o triunfo nas redes sociais.

O acionamento judicial do Banfield contra o Atlético-MG logo após os mineiros comprarem o jogador, que pertencia ao Independiente Del Valle-EQU, mas estava emprestado aos argentinos, que tinham a prioridade na compra. Todavia, perderam o prazo para fazer o negócio e os equatorianos negociaram e fecharam com o Galo a venda do armador, então com 22 anos.


Mesmo não cumprindo os prazos de compra, o Banfield se sentiu lesado e foi até a FIFA tentar a indenização, que foi recusada na primeira instância, na própria FIFA e agora no TAS, em definitivo.