Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Gabriel Pec destaca ambiente do Vasco e faz promessa para o clássico com o Flamengo

Em entrevista exclusiva ao LANCE!, atacante prega a confiança na vitória e espera quebrar jejum de quatro jogos sem marcar

Lance|

Em bom momento na temporada, o Vasco enfrenta o Flamengo com a confiança em alta por uma vitória. É o que pregou o atacante Gabriel Pec, que falou com exclusividade ao LANCE! sobre o clássico de domingo, no Maracanã. Para o atacante, o Cruz-Maltino tem totais condições de vencer o Rubro-Negro e fez uma promessa que comprova a segurança de que o time fará uma boa partida.

+ Andrey Santos é registrado no BID e reforça o Vasco contra o Flamengo

- Estamos bem confiantes porque criamos uma família. O professor Barbieri veio com a ideia de jogo dele, que encaixou perfeitamente. Estamos trabalhando duro. Mas claro que temos que manter os pés no chão, porque sabemos que é um clássico. É o que falamos entre nós jogadores: "É o jogo que todo jogador gosta de jogar". Quem não quer jogar um Vasco e Flamengo no Maracanã lotado? É mais um sonho de criança que eu vou realizar e, se Deus quiser, eu vou repetir o feito e meter mais um gol. Dá sim (prometer um gol), vai ter um.

Gabriel Pec
Gabriel Pec Gabriel Pec

Gabriel Pec prometeu um gol no clássico com o Flamengo (Daniel Ramalho/Vasco)

Publicidade

Gabriel Pec foi o autor do último gol marcado pelo Vasco no Flamengo. Isso aconteceu na fase de grupos do Carioca do ano passado. Na ocasião, o Cruz-Maltino perdeu por 3 a 1. Nas semifinais, o Rubro-Negro venceu os dois jogos por 1 a 0. No entanto, a tendência é de que seja um jogo mais equilibrado, principalmente pelo trabalho desenvolvido por Maurício Barbieri, que para Gabriel Pec, valoriza a sua forma de jogar.

- Estou bem acostumado com esse estilo de jogo do professor Barbieri. No sub-20 a gente jogava assim, com os pontas abrindo e os laterais por dentro, trocando, movimentações e ficando com a bola na maior parte dos jogos. A gente pressiona bastante o adversário lá em cima e a maior parte do tempo a gente fica com a bola. A maioria das jogadas tem que passar pelas pontas e eu gosto de participar bastante do jogo. Graças a Deus está dando para ver nos números, porque nos jogos eu finalizo bastante. Eu gosto de estar perto do gol, eu gosto de fazer gols. A gente tem tudo para evoluir cada vez mais e fazer um grande ano.

Publicidade

Vice-artilheiro do Vasco na temporada, com quatro gols, Gabriel Pec se espelha em Nenê. Canhoto como o "Vovô", o atacante tem se especializado em chutes de fora, com a famosa "chapada". É dessa maneira que o jogador espera balançar a rede do Flamengo.

- O Nenê, sem dúvidas, vocês já viram como ele é. Brinca o tempo todo, mas na hora do trabalho ele sempre dá dicas. Foi o que mudou a minha mentalidade dentro de campo. Porque eu botei na minha cabeça que seria o meu ano. Eu fico depois do treino trabalhando, treinando as finalizações. Essa chapada eu faço todo dia pelo menos 10 bolas para pegar a maneira certa de fazer. Parei de fazer um pouco os gols, mas creio que domingo vai sair de novo essa chapada.

Publicidade

Mais respostas de Gabriel Pec

Chegada da 777 Partners e mudança no cima

- Vimos que eles chegaram firmes tanto financeiramente, como na diretoria. Eles acreditam bastante no nosso trabalho. Trouxeram jogadores de nível de Série A e Vasco. Creio que tem tudo para dar certo. Estamos trabalhando bastante para isso e creio que a confiança que eles estão transmitindo, a gente também está transmitindo dentro de campo. Estamos todos no mesmo barco para dar tudo certo.

Segundo em jogos e terceiro em gols no elenco

- O Nenê até brinca comigo falando dos números. Ele fala para mim que eu tenho que fazer números porque futebol é número. Ainda mais tendo essa marca sendo tão jovem. É um sonho de criança realizado. Estou aqui desde 8 anos e sempre foi meu sonho ser jogador profissional do Vasco.

Disputa com Orellano

- Aqui a gente é uma família. Essa disputa de posição existe, mas é muito saudável. Se eu jogar ou ele jogar, o importante é estar ajudando o clube. Torço para que ele se recupere logo e volte a jogar. É um ajudando o outro. Um vai querer estar jogando e o outro também. Quem tem a ganhar com isso é o Vasco.

Ser referência para os jovens que estão subindo

- É uma felicidade para a gente que é da base ver outros garotos subindo. Porque a gente sabe que é o sonho da gente. Estou muito feliz por ele fazer o primeiro gol. Até brinquei com ele. A gente da base ajuda um ao outro. Um fica feliz com a vitória do outro. Espero que ele (Erick Marcus) faça outros golaços para ajudar a gente.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.