Lance Gabigol lembra episódio do cassino durante a pandemia: 'Eu fui jantar'

Gabigol lembra episódio do cassino durante a pandemia: 'Eu fui jantar'

Em entrevista ao podcast 'Podpah', atacante do Flamengo relembrou a polêmica envolvendo Alexandre Frota

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

Além de gols e títulos, Gabigol também é lembrado pelo polêmico episódio do cassino clandestino, quando foi encontrado e conduzido à Delegacia de Crime contra a Saúde Pública por aglomerar na casa de eventos localizada na Vila Olímpia, Zona Sul de São Paulo. Sobre o caso, o jogador do Flamengo relembrou o ocorrido e disse não se lembrar de ter sido retirado embaixo da mesa pelo atual deputado Alexandre Frota.

- Olha quem me levou (aponta para amigos). Eu fui jantar, mano. Não era eu que estava lá, era o Lil Gabi, ele que jantou. Depois deu ruim - brincou, em referência ao nome que utiliza no mundo da música.

Ao LANCE!, Alexandre Frota contou que recebeu mais de 50 denúncias de que havia uma suposta festa LGBT no terceiro piso do prédio localizado na Vila Olímpia, Zona Sul de São Paulo. Antes de ser conduzido para a Delegacia de Crime contra a Saúde Pública, Gabigol teria passado mais de meia hora "escondido", segundo o deputado federal por São Paulo.

- Depois de 40 minutos, encontramos o Gabigol escondido debaixo de uma mesa, com um terno branco na cabeça, duas mulheres na frente dele e mais dois amigos, o que impedia qualquer pessoa de ver.

No 'Podpah', o atacante do Flamengo rechaçou as aspas do deputado.

- Juro que não vi. Mas é claro que ele vai falar (que me tirou debaixo da mesa). Era o momento dele aparecer um pouquinho, né? - disse Gabriel Barbosa.

Últimas