Lance Futuro da vela brasileira ganha experiência no Mundial da Juventude

Futuro da vela brasileira ganha experiência no Mundial da Juventude

Brasileiros encerraram participação no evento das categorias de base na sexta-feira com um sétimo lugar na classe Nacra 15

Lance
Lance

Lance

Lance

A Equipe Brasileira de Vela Jovem encerrou na última sexta-feira sua participação no Mundial da Juventude da World Sailing, disputado em Omã. O grupo formado por 14 velejadores de até 18 anos teve como melhor resultado o sétimo lugar da dupla Julia Ollivier e Roberto Cardoso (CICP) na classe Nacra 15. A campanha internacional dos velejadores nacionais teve apoio da Confederação Brasileira de Vela - CBVela.

O time Brasil, que terminou em 15º na classificação geral do campeonato, também contou com velejadores disputando as classes 420 (masc. e fem.), 29er (masc. e fem.), ILCA 6 (masc. e fem.), Bic Techno 293+ (masc.) e Formula Kite (masc.). A França foi a primeira colocada no geral. Espanha e Estados Unidos completaram o pódio das nações em 2º e 3º lugar, respectivamente.

Apesar de não ter alcançado pódio em nenhuma das classes em disputa, a participação brasileira foi analisada por Juan Sienra, chefe da delegação em Omã e coordenador técnico da Vela Jovem na CBVela. Segundo o treinador, o Mundial foi importante para dar experiência aos jovens talentos da nova geração da modalidade no país.

- O Mundial da Juventude 2021 foi um evento caracterizado por ventos fracos e raias bem complexas. A performance da equipe brasileira poderia ter sido melhor, mas considerando que por causa da pandemia e falta de competições de nossos atletas em comparação aos do continente europeu, achamos que temos uma base muito boa de onde construir para frente a equipe do Mundial 2022 - disse Juan.

- Os atletas foram show de bola e se comportarem de forma excelente, mostrando uma excelente conduta; inclusive participando nas ações sociais do evento como a limpeza da praia - completou Sienra.

As próximas competições da Vela Jovem brasileira serão em janeiro de 2022. O Nordeste receberá os Brasileiros de Optimist, 29er e 420 em Maria Farinha (PE) e o de ILCA em João Pessoa (PB).

Além dos Brasileiros, também serão realizados em janeiro a Copa da Juventude, em Maria Farinha (PE), e o Campeonato Brasileiro de Snipe, em Vitória (ES), que contará com a participação de duplas jovens.

Últimas