Futebol Zagueiro ex-Palmeiras vibra com provável retorno do futebol japonês

Zagueiro ex-Palmeiras vibra com provável retorno do futebol japonês

Renan conta a sensação de alívio mediante o relaxamento das medidas de prevenção do governo local e a expectativa de voltar a campo no início de julho

Lance
Lance

Lance

Lance

O zagueiro brasileiro Renan, do japonês Renofa Yamaguchi, recebeu duas ótimas notícias nesta semana. O retorno dos treinos no formato tradicional, sem a necessidade de separação dos atletas em grupos, foi a primeira delas.

Já a segunda, ainda mais importante, tratou do fim do Estado de Emergência em todo o Japão, fato que permitirá o anúncio da data de reinício do futebol local nos próximos dias. Com isso, o defensor paulistano não escondeu que vibrou com a nova realidade.

- Já são três meses sem jogar e sem perspectiva clara de quando poderíamos voltar a fazê-lo. As medidas implementadas pelo governo surtiram efeito e pela primeira vez desde o fim da quarentena fomos liberados para treinar em condições normais. Inegavelmente a expectativa agora está inteiramente voltada para a confirmação do recomeço das ligas nacionais - declarou.

A previsão atual é que a J-League 2 e a J-League (segunda e primeira divisões japonesas) sejam novamente disputadas a partir do princípio de julho. Segundo matérias publicadas em veículos nipônicos logo após a paralisação, não haverá rebaixamento em nenhum dos campeonatos, mas a elite do futebol nipônico receberá normalmente os dois primeiros colocados da J-League 2 no próximo ano.

O zagueiro de 23 anos de idade que passou na Brasil pela base de Palmeiras e Red Bull Brasil além do Foz do Iguaçu concorda com as regras que foram excepcionalmente aplicadas na atípica temporada 2020:

- Os quatro meses que os clubes terão ficado sem atuar, de maneira inevitável abalarão o seu planejamento e também a sua saúde financeira. Sendo assim, acho justo que haja uma garantia de permanência na respectiva divisão para que se evite que a agremiação possa entrar numa crise mais profunda.

Últimas