Futebol Volante americano do Schalke 04 diz que não apoia Donald Trump e chama o presidente de 'racista'

Volante americano do Schalke 04 diz que não apoia Donald Trump e chama o presidente de 'racista'

Weston McKennie foi entrevistado pelo jornal "Bild", da Alemanha, e disse que o atual presidente dos Estados Unidos "não é a pessoa certa para o cargo"

Lance
Lance

Lance

Lance

Um dos jogadores que mais se posicionou contra o racismo após a morte do americano George Floyd, um homem negro que foi imobilizado e torturado por um policial branco, o volante Weston McKennie, do Schalke 04 não poupou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de críticas.

- Não creio que Trump seja a pessoa certa para o cargo de presidente. Ele não entende a responsabilidade que tem pelo país inteiro. Acho que ele é um ignorante. Não o apoio nem um pouco. Aos meus olhos, você pode chamá-lo de racista - disse McKennie, que também é americano, ao jornal "Bild".

Na partida contra o Werder Bremen, no último dia 30, o atleta de 21 anos entrou em campo com uma faixa escrita "Justice for George Floyd" ("Justiça para George Floyd", na tradução). Foi a primeira de muitas manifestações antirracistas no futebol alemão.

Weston McKennie - Schalke 04

Weston McKennie - Schalke 04

Lance

Weston McKennie com faixa no braço esquerdo (Foto: Reprodução)

Últimas