Futebol Vítor Pereira exalta Renato Augusto, mas lamenta 'falta de pilha' do meia do Corinthians

Vítor Pereira exalta Renato Augusto, mas lamenta 'falta de pilha' do meia do Corinthians

Segundo o treinador corintiano, o meia não estaria no Brasil se fosse mais novo

Lance
Lance

Lance

Lance

Após quase quatro meses sem marcar gols, foi o meia Renato Augusto quem foi às redes para marcar o primeiro do Corinthians no empate em 2 a 2 contra o Fluminense, pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, neste noite.

+ ATUAÇÕES: Mesmo com falhas de Fagner, Renato Augusto e Róger Guedes brilham em empate do Corinthians

É bem verdade, que metade deste período o camisa 8 do Timão esteve entregue ao departamento médico, por conta de uma problema na panturrilha.

No entanto, mesmo sendo uma liderança técnica corintiana, Renato não é escalado para todos os jogos. Na chamada gestão de elenco, Augusto é retirado pelo menos do time titular em algumas partidas, a maioria que antecedem um confronto taxado como de suma importância, como foi contra o Flu, nesta quarta-feira (24).

+ Confira a tabela da Copa do Brasil e simule os próximos jogos

Aos 34 anos, é natural que a forma física do atleta não seja das melhores, o que lamentou o técnico Vítor Pereira, que gostaria que Renato Augusto estivesse sempre na ponta dos cascos.

- Renato eu só tenho pena que as pilhas não duram sempre. Se fosse mais novo não estaria aqui, estaria na Alemanha. Tem qualidade de decisão, que faz a diferença para jogadores como ele, que em uma fração de segundos consegue ver e tomar a decisão correta e ter a qualidade para fazer. Gostei. Enquanto tem pilhas, gostei - disse o treinador do Corinthians na entrevista coletiva após o jogo, que foi realizado no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Renato tem uma carreira internacional. Revelado pelo Flamengo, em 2006, ele se transferiu para a Europa em 2008, se transferindo para o Bayer Leverkusen, da Alemanha. Por lá, o camisa 8 do Timão jogou por quatro temporadas e meia, antes da primeira passagem dele pelo Parque São Jorge.

Entre 2013 e 2015, Renato Augusto conquistou um Paulistão, uma Recopa Sul-Americana, e um Brasileirão. Após o último título citado, o jogador foi negociado com o Beijing Guoan, da China, onde ficou por cinco temporadas, até se retornar ao Corinthians, no segundo semestre do ano passado.

O aproveitamento do Corinthians quando Renato Augusto começa a partida como titular é de 62,9%, com 15 vitórias, seis empates e seis derrotas, em 27 jogos. Para se ter uma ideia, o percentual de pintos conquistados pelo time em 2022 é 10,5% menor: 52,4%.

Últimas