Futebol Vítor Pereira assume responsabilidade em derrota do Corinthians e lamenta baixas

Vítor Pereira assume responsabilidade em derrota do Corinthians e lamenta baixas

Treinador admitiu que o primeiro tempo da equipe foi decepcionante

Lance
Lance

Lance

Lance

O técnico Vítor Pereira admitiu que o Corinthians não foi bem no primeiro tempo da derrota por 1 a 0 para o Cuiabá, nesta terça-feira (7), na Arena Pantanal, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro e também assumiu a responsabilidade do resultado negativo, que quebrou uma sequência de 11 jogos sem perder do clube alvinegro.

+ GALERIA - Jogadores da base que mais ganharam chances com VP
+ TABELA - Confira e simule os jogos do Corinthians no Brasileirão

– Desde o início sei que a torcida do Corinthians cobra. Quem assistiu a um primeiro tempo do nível que jogamos hoje, não pode estar satisfeito. Eu não estou, a torcida também não estar. Eu assumo a responsabilidade, os jogadores também precisam, porque já jogamos nesse esquema e com muito mais qualidade – disse Vítor em entrevista coletiva ao fim da partida, no Mato Grosso.

Mesmo tendo dito recentemente que a mudança do esquema tático do Timão para três zagueiros havia prejudicado o crescimento coletivo da equipe, o treinador corintiano iniciou a partida contra o Dourado com uma trinca de defensores, mas mudou no intervalo, voltando para um sistema com quatro atletas atrás. Ainda assim, o que incomodou o português nos primeiros 45 minutos foram os erros técnicos, como as falhas nas buscas por passes ou para encontrar espaços para jogar.

– O primeiro tempo foi equivocado, com muitos erros. Apesar dos passes existirem, nós não encontrávamos espaços, nós atraíamos e demos confiança ao adversário. Cometemos erros que depois davam oportunidades e que faziam o adversário acreditar. Estabilizávamos, depois havia outro erro e voltávamos a acordar o adversário. Foi um primeiro tempo em que não conseguimos aquilo que pensamos que o jogo iria dar, do ponto de vista ofensivo, não conseguimos criar os problemas ao adversário. Os espaços existiam, mas tínhamos problemas – destacou Pereira.

Vítor Pereira viu evolução da equipe no segundo tempo, mas lamentou que os atletas que entraram não estavam em boas condições físicas, já que a maioria participou de boa parta da vitória contra o Atlético-GO, em Goiânia, no último sábado (4). Neste ponto, VP lamentou os desfalques para encarar o Cuiabá. Seis jogadores permaneceram em São Paulo por conta de problemas físicas ou em transição para voltar a jogar, casos do lateral Fagner, do zagueiro João Victor, dos meias Maycon e Paulinho e Willian, e o atacante Jô.

– No segundo tempo, passamos ao 4-3-3, fizemos as substituições, melhoramos, mas também senti que quem entrou não estava fresco como necessitávamos para desbloquear o jogo. A confirmar que nunca daria para alguns jogadores que entraram jogar 90 minutos após três dias. Não senti os jogadores recuperados, nem os mais novos, nem o Piton, Renato, Giuliano. Junior Moraes estava fresco. Isso quer dizer que estamos curto e não temos soluções quando estamos curtos. As soluções não são muitas, porque temos vários jogadores de fora, e pagamos por uma primeira parte equivocada. Assumo a responsabilidade, porque a estrutura e os jogadores fui eu que escolhi. Agora, não estava à espera do nível que jogamos – explicou o treinador.

– Já tinha visto no último jogo, e não é por ter ganho ou perdido, mas o principal foco é recuperar os jogadores que nos fazem falta, para nivelar a qualidade jogo a jogo. Caímos, porque são muitos jogadores importantes foram. Os garotos têm dado conta do recado, outros tem tentado, e estamos tentando sobreviver a competição, hoje não conseguimos. Derrota nos custa todo. Levantar a cabeça, analisar, trabalhar em cima dos erros, corrigir e seguir o caminho – acrescentou.

Com a derrota para o Cuiabá, o Corinthians terá que torcer contra Palmeiras e Atlético-MG para manter a liderança do Campeonato Brasileiro. O Timão estacionou em 18 pontos, mas podem ser ultrapassados por Verdão e Galo, que entram em campo ainda nesta semana, e têm 16 pontos.

Últimas