Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Vini Jr, do Real Madrid, entra na mira de gigantes europeus por valor astronômico, diz jornal

Brasileiro lida com fortes ligações de chegada de Mbappé ao clube merengue, e vive tensão por excessividade de casos de...

Futebol|Do R7

Lance
Lance Vini Jr celebra gol pelo Real Madrid (Foto: Thomas Coex/AFP) (Lance)

Vini Jr, craque do Real Madrid, já agita os movimentos para o mercado do verão europeu. Segundo os jornais espanhóis "Sport" e "El Debate", o brasileiro é alvo de três gigantes do Velho Continente: Liverpool, Paris Saint-Germain e Chelsea.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

O trio já prepara ofertas que podem chegar a 200 milhões de euros (cerca de R$ 1 bilhão na cotação atual), valor que corresponde à multa do atacante. Caso uma transação se concretize, Vini se tornaria o segundo jogador mais caro da história, ficando apenas atrás de Neymar, que saiu do Barcelona para o próprio PSG por 222 milhões de euros em 2017.

A possível chegada de Kylian Mbappé já preocupa alguns torcedores devido à forma como Carlo Ancelotti escalaria a equipe do Real Madrid, já que tanto o francês quanto Vini Jr atuam pelo setor esquerdo do campo. Recentemente, em entrevista, Rodrygo também afirmou ter preferência pelo flanco canhoto, o que pode aumentar ainda mais a 'dor de cabeça' do comandante.

Publicidade

Outro catalisador de uma saída do camisa 7 para outro país está ligado ao racismo. Vini tem sido constante alvo de ofensas e injúrias raciais em diversos campos da Espanha. Em coletiva pela Seleção Brasileira, antecedendo amistoso contra a Espanha, o brasileiro chegou a afirmar que considerou uma saída, mas quer se manter em Madri para seguir lutando contra este tipo de incidente.

Apesar dos fatores, o Real busca proteger Vinícius de uma saída, e está tranquilo quanto a valores. O contrato atual do jogador tem duração até o fim do primeiro semestre de 2027, e já há indícios de uma extensão por dois anos, com direito a aumento salarial, atingindo o patamar que Mbappé deve ocupar a partir de julho.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.