Views, inscritos e receitas de canal do Flamengo crescem em relação a 2019

No primeiro trimestre de 2020, a FlaTV teve 71 milhões de visualizações, ganhou mais de 1 milhão de inscritos e gerou receita superior a R$ 80 mil

Lance

Lance

Lance

Vista como uma promissora fonte de receitas pela diretoria da Gávea, a FlaTV alcançou expressivos números nos primeiros meses de 2020, crescendo em relação ao ano passado - o qual já havia sido positivo para os canais de comunicação do Flamengo. Com aumento no número de inscritos e visualizações, o canal no Youtube também gerou R$ 81.730,00 de 1º de janeiro a 31 de março - o equivalente a 31,96% da receita de 2019 (R$ 255.730,00).

O crescimento no número de inscritos também foram maiores em relação aos últimos anos. Ao fim de 2018, a FlaTV tinha 1 milhão e 230 mil seguidores. Durante o ano de 2019, ganhou 1 milhão e 90 mil novos inscritos, encerrando a temporada com 2,32 milhões. Já no primeiro trimestre de 2020, foram 1 milhão e 50 mil novos inscritos. Até sexta, 24 de abril, o canal já somava 3,38 milhões.

As visualizações também dispararam nos últimos anos. De 45,07 milhões em 2018, para 110,5 milhões em 2019 e, enfim, para 71,1 milhões e views nos três primeiros meses de 2020, com aumento também na duração média por visualização, de 3'07'' em 2018 para 7'58'' no primeiro trimestre deste ano.

A produção, transmissão e comercialização de conteúdo próprio nos canais oficiais do Flamengo é uma das áreas que a gestão atual procura desenvolver.

Ter um canal direto com os torcedores é muito bem visto pela diretoria de Rodolfo Landim como uma promissora fonte de receita nos próximos anos, diminuindo a dependência de intermediários - como emissoras de televisão.

Neste sentido, o departamento de comunicação tem investido nas transmissões ao vivo na FlaTV, inclusive durante a pandemia do coronavírus. Jogadores, como Arão, Gerson e Arrascaeta, e dirigentes, como Bap, Bruno Spindel e o próprio presidente Landim, foram os convidados do "Papo Virtual".

Neste sábado, às 19h, será a vez de Marcos Braz, vice-presidente de futebol.

As atrações musicais também fazem parte do novo repertório da FlaTV, assim como desafios de videogames e ações com as presenças de sócios-torcedores.

Por outro lado, desde a paralisação do futebol e a suspensão das atividades no Ninho do Urubu, atletas e membros da comissão técnica e do departamento de futebol estão vetados de concederem entrevistas exclusivas à mídia em geral.