Libertadores

Futebol Veron brilha, Palmeiras goleia o Delfín e avança na Libertadores

Veron brilha, Palmeiras goleia o Delfín e avança na Libertadores

Camisa 27 anotou dois golaços e ajudou na goleada de 5 a 0 do Verdão contra os equatorianos. O Alviverde aguarda o vencedor do duelo entre Libertad e Jorge Wilstermann

Lance
Lance

Lance

Lance

O Palmeiras está nas quartas de final da Copa Libertadores! No duelo de volta, contra o Delfín, o Verdão aplicou uma goleada de 5 a 0 no Allianz Parque, com ótima partida de Gabriel Veron, autor de dois gols. No placar agregado, os brasileiros venceram por 8 a 1.

VEJA E SIMULE OS CONFRONTOS DA LIBERTADORES

Agora, os comandados de Abel Ferreira irão enfrentar Jorge Wilstermann ou Libertad. Como o Alviverde fez a melhor campanha da competição, irá decidir o confronto no Allianz Parque, assim como foi contra o Delfín.

Patrick de Paula marca e sai lesionado

Os minutos iniciais foram similares ao jogo de ida, com o Palmeiras pressionando e o Delfín apostando no contra-ataque.

Aos cinco minutos, o Verdão teve uma boa sequência. Em cobrança ensaiada de escanteio, Lucas Lima cobrou rasteiro para Gustavo Scarpa. O meia pegou forte e a bola passou ao lado do gol.

A equipe da casa explorava principalmente o lado direito, com a velocidade de Gabriel Veron. Aos sete, o camisa 27 fez boa jogada individual e cruzou para Lucas Lima. O atleta chutou por cima do gol.

Precisando marcar gols, o Delfín mudou a postura e adiantou a marcação, tentando dificultar a saída de bola dos mandantes e buscando o camisa 10, Benítez. A equipe equatoriana cedia cada vez mais espaços para o Palmeiras.

Com mais liberdade, o Verdão abriu o placar. Após escanteio, Weverton iniciou o contra-ataque com Lucas Lima. O meia recebeu de Veron e tentou o cruzamento. A bola desviou e se ofereceu para Patrick de Paula. Com calma, o volante acertou o ângulo do goleiro com um lindo chute de fora da área.

O jogador enfim voltava a ter uma boa sequência, mas a felicidade se transformou em preocupação. Aos 41 minutos, sozinho, ele sentiu uma lesão muscular e teve que deixar a partida.

Segundo tempo mortal

Na volta do intervalo, Abel Ferreira colocou Zé Rafael na vaga de Patrick de Paula e promoveu a entrada de Raphael Veiga, recuperado da Covid-19, no lugar de Lucas Lima. o técnico português já havia tirado que Scarpa, lesionado na primeira etapa.

E não demorou para o Palmeiras fazer o segundo. Do campo de defesa, Danilo deu um lançamento perfeito para Veron. O camisa 27 esperou o goleiro sair e tocou por cobertura.

Aproveitando a fragilidade defensiva dos equatorianos, o Alviverde chegou ao terceiro. Veiga encontrou Veron livre pela direita. Banguera se precipitou e saiu errado do gol. O camisa 27 tocou no meio da área para Willian fazer o terceiro.

Desestabilizado, o Delfín não conseguia conter os ataques palmeirenses, que chegaram ao quarto gol com Veron. O garoto aproveitou cruzamento de Veiga e acertou um voleio, marcando pela segunda vez na partida.

O Palmeiras, amplamente superior, seguia em busca de uma goleada histórica e queria mais. Gabriel Silva recebeu lançamento e rolou para Danilo. Livre, o garoto sacramentou o placar em 5 a 0.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 5 x 0 DELFÍN

Data: 02 de Dezembro de 2020
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Árbitro: Darío Herrera-ARG
Assistentes: Juan Belatti-ARG e Cristian Navarro-ARG
VAR: Leodán González-URU

GOLS: Palmeiras - Patrick de Paula (28'/1ºT ), Gabriel Veron 2x (3/2ºT ), (14/2ºT ) Willian (6/2ºT ) e Danilo (48/2ºT )

CARTÕES AMARELOS: Palmeiras - Patrick de Paula (36'/1ºT ) Delfin - Cangá (17'/2ºT )

PALMEIRAS:
Weverton, Gabriel Menino, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña (Mayke, 7/2ºT); Patrick de Paula (Zé Rafael, 1/2ºT), Danilo, Lucas Lima (Lucas Lima, 1/2ºT), Gustavo Scarpa (Alan Empereur, 31/1ºT) e Gabriel Veron; Willian (Gabriel Silva, 18/2ºT). Técnico: Abel Ferreira

DELFÍN:
Banguera; Luzárraga, Luis Canga, León e Macías (Rojas, 9/2ºT); Joao Ortiz, Charles Velez, Oscar Benítez (Danilo, 24/2ºT) e Janer Corozo (Mera, 10/2ºT) e Jonathan González; Valencia (Carreño, 41/2ºT). Técnico: Miguel Ángel Zahzú

Últimas